Publicado por Redação

Também conhecida como cardíaca, orelha-de-leão, rabo de leão ou erva macaré, a agripalma é uma planta medicinal de nome científico leonurus cardíaca. É facilmente encontrada para comprar em lojas de produtos naturais, além de feiras livres e farmácias de manipulação. Pode ser encontrada na forma de cápsulas ou tintura, sendo que a última é para diluir em água.

Nativa da Europa Central à Escandinávia, Rússia e Ásia, a planta foi levada às outras localidades do mundo, por onde tornou-se espontânea. Seu nome é derivado do aspecto de cauda leonina e a planta vem sendo usada desde a Roma Antiga devido às suas propriedades e benefícios à saúde.

Benefícios e propriedades

A planta é comumente usada para o tratamento da ansiedade, problemas cardíacos e pressão alta, além de angina de peito, palpitações, taquicardia, insônia, nervosismo, cólicas menstruais, disfunção da tireoide e sintomas do climatério. Pode ser usada ainda para o surgimento da menstruação quando há irregularidade ou ainda ausência do ciclo menstrual.

Seus benefícios são possíveis graças às suas propriedades: relaxante, tônica, carminativa, estimulante uterina, hipotensiva, antiespasmódica, diaforética e tônica cardíaca.

Agripalma

Foto: Reprodução/ internet

Como consumir

A tintura deve ser usada na proporção entre 6 ml e 10 ml de tintura para cada xícara de água. Dilua e tome como tônico cardíaco duas vezes ao dia. Pode ser consumida ainda uma colher de chá, três vezes ao dia, para o tratamento de palpitações, menopausa, taquicardia e TPM.

As cápsulas são uma alternativa à infusão: consuma duas de 500 mg entre duas e três vezes ao dia.

Na forma de chá, a agripalma é excelente para combater a ansiedade. Para preparar, você vai precisar de:

– Duas colheres de café da erva seca

– Uma xícara de água

Em um recipiente, coloque a água e leve ao fogo. Aguarde até eu levante fervura e então desligue. Adicione a erva e tampe, deixando repousar por aproximadamente cinco minutos. Depois disso, coe e consuma. A dose indicada é de uma xícara pela manhã e outra à tarde.

Efeitos colaterais e contraindicações

A planta é contraindicada para gestantes em período menstrual, pois pode causar aborto ou alterações no ciclo menstrual. Também não podem fazer uso da planta pacientes que fazem tratamentos com sedativos.

Recomenda-se que, antes de fazer o tratamento, principalmente em caso de doença cardíaca, um médico seja consultado. Mesmo as plantas e tratamentos naturais podem causar problemas sérios de saúde quando não condizentes com sua afecção ou medicamentos já utilizados.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.