Publicado por Redação

A alfavacão, de nome científico Ocumum gratissimum, é uma planta de folhas grandes, medindo até 10 cm de comprimento. Sua coloração é verde escura e ela pode atingir até dois metros de altura. Sua origem é tida como o Oriente, mas é muito distribuída pelo Brasil, e sua multiplicação se dá por estaquia ou por meio das sementes. O aroma é bem parecido com o dos cravos, o que deu o nome popular de alfavaca-cravo.

Alfavacão

Foto: Reprodução

Componentes e indicação

O eugenol, presente na alfavacão, é responsável pelo cheiro característico, e possui excelentes propriedades terapêuticas. Com ação antisséptica e analgésica, a planta é indicada para casos de resfriados e dores no corpo. O eugenol é usado atualmente nos consultórios odontológicos junto com o óxido de zinco para fazer curativos nos dentes.  O chá é eficaz no tratamento de tosse, bronquite, gripe, febre, inflamações da garganta e reumatismo.

Possui ainda ação carminativa, diurética e sudorífera. A alfavacão é muito empregada em algumas regiões como calmante em casos de nervosismo e paralisia. Alguns doceiros do nordeste brasileiro usam também para preparar seus doces, deixando um leve sabor de cravo.

Como usar?

Além de sua tradicional forma de consumo, o chá, muitas pessoas utilizam a alfavacão na forma de banho, que é indicado quando a musculatura fica dolorida por excesso de esforço físico ou quando acontecem torções.

Para preparar o banho, encha uma banheira com água bem aquecida e coloque algumas folhas de alfavacão. Entre e fique com o corpo submerso, deixando apenas a cabeça para fora, por 20 ou 30 minutos. Aos poucos a erva agirá deixando seu corpo mais relaxado e sem dores.

O chá pode ser preparado com a proporção de uma colher de chá da erva para cada xícara de água. Leve a água ao fogo e, quando ferver, adicione as folhas de alfavacão. Desligue e deixe em infusão por alguns minutos. Tome de duas a três xícaras por dia.

Para gargarejo ou banho, siga o mesmo procedimento de preparo, mas com a proporção de duas a três colheres da erva para cada xícara de chá de água.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.