Publicado por Redação

Egípcios e gregos já consumiam o alho poro há muitos séculos atrás, mas agora ele conquistou de vez a mesa familiar brasileira. Encontrado em supermercados e feiras, o alho poró dá a comida um gosto único e muito especial, servindo de tempero para muitas receitas como risoto, pizza, patê, quiches, sopas, cremes e saladas. Não se engane, até no prato mais básico ele pode ser incluído, deixando o arroz de todo dia muitíssimo mais saboroso. No entanto, embora seja consumido por boa parte da massa nacional, nem todas essas pessoas sabem das propriedades e funcionalidades desse vegetal em seu organismo.

Alho poró

Foto: Reprodução

Propriedades e benefícios

O alho poró é composto por diversos minerais, vitaminas e nutrientes, como: vitamina A, C e complexo B, cálcio, fósforo, ferro, potássio, alicina, entre muitas outras. Assim, ele serve como um anti-inflamatório natural, digestivo, diurético, expectorante, laxante, estimulante e descongestionante.

Pelas propriedades e nutrientes acima citados, o alho poró é capaz de trazer diversos benefícios para o organismo. Por exemplo, ele equilibra os níveis de colesterol LDL (prejudicial à saúde) e HDL (benéfico à saúde), prevenindo males como o entupimento de artérias, diabetes, derrames e doenças cardíacas.

Essa excelente planta também pode fortalecer o sistema imunológico, evitando doenças corriqueiras como gripes e resfriados. Sua propriedade digestiva também faz com que os alimentos “caiam” melhor no estômago, evitando azias e problemas relacionados à má digestão.

Por ser ainda vasodilatador e conter um teor de gordura baixo, o alho poró previne também que a pressão arterial se eleve, sendo muito indicado para gestantes por prevenir a eclampsia – doença desencadeada em mulheres grávidas que possuem dificuldades em controlar a pressão.

Rica fonte de fibras, o alho poró acelera o metabolismo e propicia sensação de saciedade, favorecendo o emagrecimento. Como se todos esses benefícios não fossem suficientes, ele ainda é eficaz para a prevenção do câncer de ovário.

Como escolher e preparar?

Quando for comprar o vegetal, escolha os que estiverem com a parte de baixo mais branca, e com a parte de cima mais fresca e verde. Você pode guardá-lo na geladeira e retirá-lo apenas quando for utilizar. Basta picar a quantidade desejada e incluir nos pratos do dia a dia, como arroz, feijão, saladas.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.