Publicado por Redação

A andiroba (Carapa guianensis) é uma planta medicinal pertencente à família das Meliáceas, a mesma família do cedro, canjerana, mogno e cinamomo. A planta é também conhecida como andirova, angirova, carapa, andiroba-branca, carapinha, camaçari e castanha-mineira. O nome “andiroba” é derivado da palavra tupi-guarani andi-roba, que significa “gosto amargo” e se refere às sementes desta árvore. A planta é nativa da Amazônia e é muito utilizada pelas populações dessa região. Os benefícios da andiroba são reconhecidos oficialmente pelo Ministério da Saúde do Brasil.

Andiroba

Foto: Reprodução

Propriedades medicinais

A andiroba possui propriedades analgésica, antibacteriana, anti-parasita, anti-inflamatória, antitumoral, relaxante muscular, repelente natural e vermífuga. A casca e as sementes da planta contém meliacinos, compostos muito amargos que, segundo estudos realizados, têm o poder de combater a artrite e o cancro uterino, possuem ação anti-inflamatória e antirreumática, além de agirem como inseticida, funcionando como repelente de insetos. Estudos recentes mostraram que os lipídios presentes na andiroba são capazes de inibir enzimas responsáveis pelo acúmulo de gordura e um pesquisador americano registrou a patente da utilização da andiroba no tratamento contra a celulite.

Os benefícios e as indicações de uso

A andiroba é utilizada no tratamento de casos de acne, artrite, coceira, câncer, constipação, dermatite, diarreia, digestão, doenças de pele, dor de garganta, dores musculares, erupções cutâneas, febre, feridas, gripe, hanseníase, hepatite, herpes, inflamações, malária, lepra, parasitas, picadas de insetos, problemas de pele, psoríase, resfriados, reumatismo, tétano, úlcera e vermes intestinais.

O óleo de andiroba é também muito utilizado para contusões, inchaços, reumatismos e cicatrizações, esfregando-se sobre o local machucado. Como repelente, há pessoas que passam o óleo sobre a pele e outras que queimam o bagaço para espantar os insetos.

Na indústria cosmética, usa-se o óleo na fabricação de sabonetes, xampus e cremes, além de ser utilizado para ajudar na preservação e proteção de móveis contra cupins e outros insetos.

Modos de uso

  • Massagem: O óleo de andiroba pode ser usado em massagens, sozinho ou misturado a outros óleos vegetais. A massagem com o óleo alivia dores musculares e na coluna.
  • Repelente: Para uso como repelente, basta misturar 60 ml de óleo vegetal de andiroba e 30 gotas de óleo essencial de citronela. Aplique o óleo sobre a pele 30 minutos antes da exposição a lugares com insetos ou mosquitos.
  • Hidratante: O óleo de andiroba pode ser adicionado a hidratantes ou a óleos corporais, e além de hidratar, funciona como reconstituinte da pele.
  • Chás: Para aproveitar os benefícios que a andiroba traz à saúde, acrescente 1 gota de óleo de andiroba no chá de sua preferência. Tenha atenção com a quantidade ingerida: o máximo recomendado é de até duas gotas ao dia, pois mais que isso pode comprometer o bom funcionamento do fígado.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.