Publicado por Redação

Da mesma família do girassol e da camomila, a artemísia é conhecida por suas propriedades medicinais desde a Idade Média. Seu nome científico é Artemísia vulgaris L., e popularmente pode ser chamada também de matricária, artemija, rainha das ervas, erva de São João, camomila do campo, losna, isopo-santo, losna brava, absinto, flor de são joão, urtemige e erva de fogo. Alguns conhecem a artemísia pelo seu tratamento para dores de cabeça, outros para artrite, mas quais seriam de fato todos os benefícios que a planta pode proporcionar?

Artemísia

Foto: Reprodução

Princípios Ativos

Seus princípios ativos são: óleos essenciais, adenina, colina e cineol.

Propriedades

As principais propriedades terapêuticas e medicinais da artemísia são: antianêmica; anti-inflamatória; antiepilética; antimalárica; analgésica; cicatrizante; digestiva; depurativa; estimulante; repelente; tônica; entre outras.

Benefícios

A artemísia é popular entre as mulheres por ser uma excelente opção para aliviar dores ou tratar doenças do aparelho genital, além de reduzir cólicas uterinas e abdominais. Ainda é eficaz ao combater os sintomas da tensão pré-menstrual, a temida TPM, e pode prevenir dores menstruais e o aparecimento do câncer de mama.

Suas propriedades digestivas a tornam indicada também para auxiliar o tratamento de azia, gases, diarréia e indigestão. Os problemas respiratórios são comumente aliviados com o consumo da planta, especialmente a asma.

Além dos benefícios acima citados, o consumo da planta artemísia é indicado para dores de cabeça crônicas, enxaquecas, doenças e distúrbios renais, anemia, feridas, inflamações musculares e dores causadas pela artrite.

Contraindicações

O consumo da planta artemísia é fortemente contraindicado para mulheres em fase de gestação ou lactação, pois possuem substâncias abortivas e componentes fortes que podem prejudicar o desenvolvimento do bebê. Em alta dosagem pode ser tóxica e jamais deve ser consumida crua. É importante lembrar que qualquer tratamento medicamentoso – seja ele de origem química, natural ou farmacêutica – deve ser acompanhado por um médico de confiança ou um especialista.

Modos de utilizar

Para beneficiar-se das propriedades da artemísia pode-se seguir diversas duas receitas, sendo uma para problemas de ordem interna do organismo, e outra para distúrbios capilares.

Chá de Artemísia: Leve ao fogo 1 litro de água, juntamente com 2 colheres de sopa de folhas da planta. Deixe ferver por 10 minutos, então abafe e desligue. Quando a temperatura estiver agradável para consumo, coe e adoce a gosto. Beba entre duas e três vezes ao dia.

Vinagre de Artemísia: Encha uma xícara de chá de vinagre branco, e nela coloque duas colheres de sopa das folhas da planta. Tampe e deixe repousar por 08 dias. Coe e utilize para enxaguar os cabelos, como forma de combate contra lêndeas e piolhos.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.