Publicado por Redação

A natureza é um universo repleto de opções benéficas para o corpo, mente e saúde do ser humano. Saber utilizar os elementos que ela dispõe é uma maneira bastante apropriada de assegurar uma vida tranquila e saudável.

Entre todas as opções de plantas que são conhecidas e indicadas para o uso, há uma chamada balsamina, que além de proporcionar benefícios ao organismo chama atenção pela beleza de suas flores.

Pertencendo à família das Balsaminaceae, esta planta ainda recebe outros nomes, como: bálsamo de jardim, maravilha, beijo-de-frade, suspiro, não-me-toques, ciúmes etc. Trata-se de uma erva originada na América do Norte, mas que agora está recebendo à devida atenção em outros lugares do mundo.

História e características da balsamina

balsamina

Foto: Reprodução/ Wikimedia Commons

Mesmo sendo nativa do continente norte-americano, não-me-toques é uma planta que pode ser encontrada na Inglaterra, principalmente na região Sul do país inglês. É considerada uma planta anual e chega até 75 cm de altura. As folhas da erva são em forma de lança e possuem uma cor verde clara. Já as flores da balsamina são um capítulo a parte desta planta, tendo em vista que as cores desta parte são marcas registradas, podendo ser vermelhas, rosas, laranjas, violetas ou brancas.

Propriedades e benefícios desta planta

  • Catártica;
  • Diurética;
  • Emética;
  • Estomacal.

Devido às suas propriedades, a planta é indicada em casos de disfagia, quando o paciente possui dificuldade de engolir ou deglutir; de amenorreia, distúrbio relacionado à ausência de fluxo menstrual e anemia; e quando tratar de distocia, isto é, qualquer problema que apresente dificuldades que impeçam a realização de um parto seguro.

Além disso, facilita o trânsito intestinal e melhora a expulsão de substâncias tóxicas presentes no organismo. Vale ressaltar que, além de cuidar do corpo, balsamina também pode ser usada no sentido de purificar o espiritual e o emocional das pessoas, por isso a propriedade catártica.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.