Publicado por Redação

Com o nome científico de Atropa belladonna¸a planta beladona pertence à família Atropa. Trata-se de uma planta extremamente rara, encontrada com maior incidência apenas em beiras de represas, rios e lagos, solos úmidos em geral, e de tamanha toxicidade. O motivo de a estarmos citando aqui hoje é que, apesar de tantos detalhes que parecem nos incentivar a ficarmos distantes da planta, ela é constantemente utilizada para nosso benefício. Por conter atropina em suas folhas, a beladona frequentemente é utilizada na produção de alguns medicamentos.

Beladona

Foto: Reprodução

Propriedades e indicações

As principais propriedades contidas na beladona e de interesse para o ser humano são:

  • Analgésicas;
  • Espasmolítico;
  • Inibidor de secreções;
  • Parasimpatolítico.

Assim, a beladona é constantemente indicada para reduzir dores causadas por infecções do trato urinário ou da vesícula biliar, diminui grandemente a incidência de suores noturnos em indivíduos que sofrem de tuberculose, alivia as crises de asma, e por causar o efeito de dilatação de pupila, é bastante utilizada para auxiliar a realização de exames oftalmológicos.

Efeitos colaterais e contraindicações

Por ser altamente tóxico, o consumo da planta beladona ou de seus compostos em qualquer medicamento é contraindicado para crianças menores de 15 anos, mulher grávidas, lactantes e idosos em geral.

Jamais use a planta sem acompanhamento médico!

Modo de utilização

A beladona poderá ser encontrada e consumida através de sua tintura, de seu pó ou de suas cascas trituradas. Por ser uma planta que exige demasiado cuidado em seu manuseio, e indicada de certa forma para cada problema ou organismo, indicamos que busque primeiramente orientação médica, para depois iniciar o tratamento de acordo com a posologia que o mesmo passar.

No caso de optar pelo chá, leve ao fogo um litro de água com uma colher de sopa com a planta triturada. Deixe ferver por 10 minutos, então abafe, coe e beba o chá. Realize o procedimento 2 vezes por dia, acompanhando regularmente o médico responsável.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.