Publicado por Redação

Entre os espinhos nascem as flores amareladas da berberis, um arbusto de ramos angulosos que desfolha no inverno e na primavera lança folhas novas. Já o fruto é uma baga alongada de cor vermelho escarlate ou de um negro azulado, que o confere uma certa semelhança as videiras e, por essa razão, também é chamado de “uva-espim”. Planta que pertence a família berberiáceas, logo nos primeiros anos de vida tem sua madeira de cor amarelada, mas a partir do 25º ano torna-se verde.

Muito resistente, é uma espécie que cresce em terrenos calcários. Com relação às suas propriedades benéficas à saúde humana, elas são encontradas em todos os elementos da planta, como as cascas das raízes, folhas, flores e frutos.

Berberis

Foto: Reprodução/ internet

 

Atributos da berberis

A planta originada na Europa, mais especificamente na Espanha e França, possui propriedades essenciais para manter uma qualidade de vida, entre elas pode-se destacar as ações depurativa, mineralizante, diurética, calmante, estimulante do apetite, tônica, aperitiva e digestiva. Além disso, também é considerada antimicrobiana, antipirética, aperiente, espasmolítica, gástrica, laxativa e refrescante.

Benefícios proporcionados pela uva-espim

Por todos os princípios ativos deste arbusto, ele é indicado no tratamento de diversas doenças e afecções. Por ser bastante eficiente, além de tratar também ajuda a eliminar a possibilidade de contrair outros problemas de saúde. A seguir, uma lista mostra as patologias que esta planta combate:

  • Afecção do fígado;
  • Vesícula;
  • Diarreia;
  • Espasmos gastrointestinais;
  • Febre,
  • Febre malárica,
  • Dispepsias hiposecretoras;
  • Cálculos urinários;
  • Problemas no estômago;
  • Problemas no intestino;
  • Inflamação da boca;
  • Hipertensão;
  • Falta de apetite;
  • Icterícia;
  • Perturbações circulatórias;
  •  Perturbações renais;
  • Disquinesia;
  • Litíase biliar.

Contraindicações e cuidados

Apesar de ser muito benéfica ao organismo humano, o excesso da bebida feita com as flores, folhas, frutos e cascas de raízes desta planta podem fazer algum mal para a saúde. A berberis pode causar o inverso do seu tratamento ideal, piorando ainda mais o quadro do paciente. Por exemplo, ao invés de tratar a diarreia o consumo exacerbado do remédio feito com essa espécie pode aumentar este problema. Além disso, a intoxicação provocada pode surgir com outros sintomas, como náuseas, vômitos, afecção renal e paralisia do centro respiratório.

Um outro cuidado que deve ser levado em consideração, é o fato de que essa planta não pode ser consumida por todas as pessoas. Grávidas, mulheres que estão em período de amamentação ou pessoas que possuem obstrução das vias biliares devem evitar a ingestão de produtos feitos à base da berberis.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.