Publicado por Redação

O boldo chinês, de nome científico Plectranthus ornatus, é uma planta também popularmente conhecida como boldinho, boldo-rasteiro, boldo-pequeno, tapete-de-oxalá e boldo-chinês, pertencente à família das Lamiaceae. Planta herbácea e vivaz, o boldo chinês costuma medir de 30 a 40 cm de altura e é, em geral, muito resistente.

Além de possuir propriedades medicinais, esta planta também é boa para ser usada na cobertura de solos ou para limitar as regiões de canteiros floridos. Tolerante à seca, o boldo chinês floresce durante todo o ano em espigas de cor malva ou azul-púrpura. As suas folhas são suculentas e, quando vistas de cima, apresentam-se como se estivessem fatiadas. A planta exala um aroma desagradável que, supostamente, afasta cães e gatos.

Boldo chinês

Foto: Reprodução

As propriedades e os benefícios

Segundo estudos realizados por pesquisadores, o boldo chinês é quimicamente constituído por barbatusina e um novo diterpeno encontrado nas suas folhas. Outros pesquisadores atribuem o isolamento de três diterpenoides, semelhantes à forskolina, nas folhas da planta, sendo que dois dos constituintes possuem ação antibacteriana.

O boldo chinês possui propriedade digestiva e é indicado para tratar o fígado, dispepsias e azia.

Efeitos adversos e contraindicações

Algumas pessoas, ao fazer uso do boldo chinês, relataram sentir náuseas, dores de cabeça e vômitos.

Há um caso registrado de uma paciente que apresentou icterícia e aumento de transaminases, voltando ao normal com a imediata suspensão do uso da planta.

Por faltar pesquisas relacionadas ao uso desta planta, o boldo chinês é contraindicado para mulheres grávidas, lactantes e para pessoas com sensibilidade à planta.

Como usar o boldo chinês?

A indicação de uso e a posologia para o boldo chinês são os seguintes: para aliviar azia, mascar e sugar o sumo de ½ folha ou fazer a infusão da erva, na proporção de 1 folha fresca para 1 xícara de água.

Lembre-se que a automedicação, inclusive de remédios naturais, pode ser muito perigosa! Sempre consulte um especialista antes de iniciar qualquer tratamento.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.