Publicado por Redação

Bolsa-de-pastor (Capsella bursa-pastoris) é uma planta anual da família das Brassicaceae, também conhecida como erva-do-bom-pastor, braço-de-preguiça, chapéu-de-frade, entre outras denominações. Recebe este nome porque os seus frutos se parecem a uma bolsa (carteira) de pastor (em latim, pastoris). Esta planta cresce espontaneamente na Europa e na Ásia, em lugares como jardins, campos, entulheiras e taludes.

Bolsa-de-pastor - Benefícios e propriedades dessa planta

Foto: Reprodução

Além de ser utilizada como erva medicinal, a bolsa-de-pastor também é usada na alimentação humana, como verdura. A planta é cultivada em alguns países orientais, enquanto que em outros países como, por exemplo, em Portugal, a bolsa-de-pastor é considerada uma erva daninha. Como erva medicinal, esta planta já era usada pela medicina tradicional chinesa para tratar disenteria e doenças oftalmológicas. Confira a seguir as propriedades medicinais e os benefícios proporcionados por esta planta.

As propriedades medicinais da bolsa-de-pastor

  • Adstringente;
  • Antiálgica;
  • Antidisentérica;
  • Antiemética;
  • Antiescorbútica;
  • Anti-inflamatória;
  • Tônica;
  • Diurética;
  • Febrífuga (baixa a febre);
  • Oxitócica (age no organismo feminino como a hormona oxitocina);
  • Cicatrizante;
  • Estomáquica;
  • Hipotensor;
  • Anti-hemorroidária.

Benefícios e indicações de uso

Devido às suas propriedades medicinais, a bolsa-de-pastor age em casos de febre, estimula a produção de leite pelas glândulas mamárias e induz a contração do útero. É indicada no tratamento de casos de vômitos e escarros de sangue, problemas de menstruação (especialmente durante a puberdade e pré-menopausa), feridas, cortes (sangramentos), hemorragia nasal e hemorragia uterina.

Como usar a bolsa-de-pastor?

A bolsa-de-pastor é utilizada de várias formas atendendo a diversas finalidades. Veja a seguir:

  • Folhas: As folhas da bolsa-de-pastor são consumidas cruas, em saladas, ou cozidas. A decocção é feita com a medida de 30 gramas de folhas para 1 litro de água. Tome até 3 litros (50 a 90g da erva) ao dia;
  • Infusão: Para preparar a infusão de bolsa-de-pastor, utiliza-se de 20 a 30 gramas de folhas para 1 litro de água.
  • Cataplasma: Para o tratamento de regiões doloridas e inflamadas, utiliza-se a cataplasma da planta fresca;
  • Gargarejos: Para tratar afecções da garganta, basta fazer gargarejos com a medida de 30 gramas de folhas da planta para 1 litro de água;
  • Aplicações externas: Para limpar feridas, eczemas e erupções cutâneas, basta preparar a infusão ou decocção e aplicar sobre a região afetada.

Contraindicações e precauções

A bolsa-de-pastor não é indicada para gestantes, nutrizes e pessoas com pedras nos rins. Em doses excessivas, a planta tem efeitos tóxicos.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.