Publicado por Redação

A planta chamada Calaguala, cujo nome científico é Polypodium lepidopteris, pertence à família das Polypodiaceae, e pode ser encontrada também com os nomes de feto macho, samambaia guaçu, huayhuashi-shupa, entre outros.

Trata-se de uma samambaia ornamental cuja raiz é usada para fins medicinais. O rizoma tortuoso e carnudo permanece parcialmente enterrado, mas coberto de pecíolos de coloração marrom. Suas folhas são alternas, oblongolanceoladas e bipinadas.

Apesar de estar presente atualmente no mundo todo, é natural das zonas temperadas da América do Sul, América do Norte, Ásia e Europa. Há muito tempo, essa planta vem sendo usada como forma de tratamento para parasitas intestinais, além da dermatofitose. Seu extrato é usado na medicina oriental como um remédio para sangramento nasal recorrente, feridas e sangramento menstrual mais intenso.

calaguala

Foto: reprodução/Wikipedia

Benefícios e propriedades

A planta carrega muitos benefícios à saúde, sendo usada como um dos componentes de medicamentos vermífugos veterinários. A planta atua como um medicamento tônico natural, além de sudorífico, hipotensivo, expectorante, diurético, diaforético, antitussígeno, antirreumático, anti-inflamatório e antiasmático.

Pode ser usada no tratamento de bronquite, vermes, problemas do trato respiratório, de uma forma geral, atuando ainda como purificador do sangue e fortalecedor do sistema imunológico. Ajuda também a tratar o estresse e a insônia, assim como outros transtornos nervosos.

Ajuda também a combater problemas gastrointestinais e cardíacos, melhorando também dores reumáticas, infecções renais ou das vias urinárias e cálculos nos rins. Ajuda a tratar ulceras da pele, psoríase e eczema.

Como preparar?

Você vai precisar de:

  • 1 colher (sopa) da planta;
  • 1 litro de água.

Pique e triture a planta já lavada e coloque em um recipiente com água. Leve ao fogo e deixe até ferver. Quando começar a ferver, observe até que a água seque pela metade, e então desligue. Você pode consumir essa mistura durante o dia, como se fosse água.

Contraindicações e efeitos colaterais

A planta é contraindicada para pacientes com distúrbios de coagulação, trombocitopenia, diarreia crônica, problemas cardíacos, diabetes, alergias à samambaias.

Deve ser usado somente com indicação e supervisão médica. Não foram encontradas contraindicações com relação ao seu uso durante a gestação ou período de amamentação, mas é interessante evitar o consumo nesse período, justamente por ser algo ainda desconhecido.

Alguns pacientes apresentam efeitos colaterais diante do consumo, mas é raro. Podem envolver dificuldade respiratória, falha cardíaca, convulsões, tremores, vertigem, diarreia, náusea, dispneia, dores de cabeça, fotossensibilidade, entre outros.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.