Publicado por Redação

A canela é uma especiaria retirada do tronco da caneleira, árvore da família do louro. É cultivada desde a Antiguidade, época em que estava sempre presente entre as dádivas que eram oferecidas à realeza, por conta de seu elevado valor. Era tão cara e preciosa, que, segundo conta uma lenda, o imperador de Roma, Nero, queimou todo seu estoque anual de canela para demonstrar sua dor durante o funeral da esposa.

Por volta da Idade Média foi que os benefícios terapêuticos dessa especiaria passaram a ser reconhecidos. No livro “História da Alimentação”, escrito entre os séculos XIII e XVII, há referências do uso da canela para temperar carnes no intuito de facilitar a digestão.

Principais nutrientes

A canela é rica em compostos fenólicos, que funcionam com antioxidantes e ajudam na prevenção dos radicais livres, o envelhecimento precoce e doenças degenerativas como o Alzheimer, Parkinson e câncer. Tem ação anti-inflamatória devido à presença de cariofileno. Ainda conta com proteínas, carboidratos, fibras, cálcio, ferro e vitaminas A e C. Possui boas doses de cromo e o polifenol MHCP, que auxiliam no controle glicêmico.

Previne e controla o diabetes

Segundo um estudo realizado na Universidade Estadual Ball, em Indiana, EUA, foi descoberto que o consumo diário de canela reduz os níveis de açúcar no sangue a ainda aumentam a produção de insulina, o que reforça a capacidade do organismo de evitar a diabete.

Emagrece

Por ser rica em fibras, ela diminui o apetite. Ainda reduz a absorção de gorduras e baixa as calorias ingeridas. Possui ação termogênica, ou seja, é capaz de aumentar o gasto calórico durante a digestão e processo metabólico.

Canela

Foto: Pixabay

Contra o resfriado

Possui um efeito expectorante e estimula o sistema imunológico. É muito indicado seu uso para tratamento de gripes e doenças do sistema respiratório, pois melhora a resposta do organismo contra o vírus causador dessas doenças.

Outros benefícios

A canela é ainda muito indicada para as mais diversas doenças, e seu uso pode tratar problemas digestivos, diminuir a fadiga e controlar os triglicérides. Ainda possui ação antioxidante, além de ser efetiva contra doenças de pele como a acne.

Cuidados no uso

Em pessoas saudáveis, o consumo não deve exceder os seis miligramas máximos recomendados. Isso porque pode causar alergias, úlceras, intoxicação alimentar e irritação da mucosa. Gestantes devem evitar consumir, pois a canela aumenta o risco de aborto. Pessoas com problemas no fígado e nos rins devem consultar seu médico antes de ingerir a canela, pois estudos recentes comprovaram que a substância cumarina, em altas concentrações, pode causar danos aos citados órgãos.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.