Publicado por Redação

A planta papiro é muito conhecida na história do Egito Antigo. Ela era encontrar às margens do rio Nilo e usada pelos egípcios para diversos tipos de funções. A principal utilidade do papiro era ser usado como papel.

O papiro pertence ao gênero botânico Cyperus. Ela é uma planta aquática e forte e pode portar até 5 metros de altura, sendo formada por caules triangulares e na cor verde possuindo uma medula branca por dentro, que é o que forma o papel.

Os povos egípcios usavam a planta para escreverem textos e documentarem as contas do império. Vários rolos de papiro com diversos tipos de registros já foram encontrados por historiadores nas pirâmides egípcias.

Características do Papiro

Foto: depositphotos

Além de ser usada como papel, os egípcios também utilizavam o papiro como mão de obra para artesanatos, como na fabricação de cestos e até mesmo de pequenas embarcações.

Já os mais pobres utilizavam o papiro como forma de alimento. E enquanto servia de sustento para milhares de famílias era usada, também, para alimentar os animais.

Benefícios do papiro

As cinzas das folhas de papel feitas a partir do papiro eram usadas pelos povos para combater doenças como úlcera, inflamações, principalmente no olho e boca e outros ferimentos.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.