Publicado por Redação

A coronilha tem o nome científico de Scutia buxifolia. Ela é da família das Ramnáceas. É uma árvore pequena que pode chegar a medir até seis metros e seu tronco atingir 50 centímetros de diâmetro.

Uma das características dessa árvore é que de seus ramos brotam espinhos de até quatro centímetros.

Sua madeira é muito disputada, pois ela é considerada elástica, onde os insetos não conseguem perfurar. Entretanto, se muito seca, começa a rachar. Por conta da sua resistência, ela é bastante utilizada para lenha, carvão, obras de esteio e outros fins.

O chá da coronilha serve para controlar a pressão arterial das pessoas

Seus ramos possuem espinhos de até quatro centímetros (Foto: Reprodução/Wikimedia Commons)

Benefícios e Propriedades da Coronilha

Sua origem é na América do Sul e suas indicações são para pessoas com tendência à pressão alta e com problemas de retenção de líquidos. Seu chá serve para proteção do coração.

A forma mais fácil de ter a coronilha é utilizar das suas sementes, que são muitas em cada fruto pontiagudo. O ideal é plantá-la em casa e só depois partir para um espaço mais amplo. Lembre-se sempre de podá-las e escolha plantar a coronilha no outono ou inverno para que as mesmas floresçam no verão.

Em relação ao terreno, não há muita exigência para que a árvore se desenvolva corretamente. Tanto um terro fértil, como um menos rico recebem bem a coronilha.

Veja também: Camu Camu

Propriedades

A composição da coronilha são os alcalóides, saponinas e taninos. A sua casca também é poderosa, pois contém alcalóides ciclopeptídicos. No Brasil, podemos encontrá-la mais facilmente no estado do Rio Grande do Sul, região serrana do sudeste e também no litoral sul do Brasil.

Benefícios

As partes mais utilizadas da Coronilha são as cascas do tronco, com larga aplicação para chás diuréticos. O seu chá ou extrato serve para controlar a pressão arterial das pessoas que são hipertensas. Já as folhas servem de alimento para insetos da plantação.

Veja também: Quais chás são contraindicados para quem tem pressão alta

Cuidados

Mas, lembre-se: nunca se automedique. Procure sempre o seu médico para que o mesmo possa lhe orientar a respeito dos tratamentos fitoterápicos.

Veja mais!