Publicado por Redação

Com o nome científico de Melissa oficinalis, a erva cidreira é uma das mais conhecidas plantas no território nacional. Trata-se de uma planta perene herbácea, da família Lamiaceae (mesma família do boldo, da menta e da hortelã) originária da Europa Meridional. A facilidade em cultivá-la é um ponto positivo para explicar a sua popularidade, já que pode ser mantida em vasos médios ou em grandes plantações sem problema algum. Em algumas regiões é popularmente conhecida como melissa, citronete ou simplesmente cidreira. Entre a medicina natural a erva cidreira é sempre uma ótima opção para diversos tratamentos, pois possui sabor adocicado e aroma agradável, além de possuir muitas propriedades medicinais benéficas para o organismo que a consome. Seu florescimento acontece no fim do verão, quando é possível perceber suas pequenas flores, em tons esbranquiçados ou rosados, e suas folhas similares as da hortelã, porém mais claras e maiores.

Propriedades

Para ser tão querida quanto de fato é, a erva cidreira tem suas características especiais. Entre suas principais propriedades medicinais ela pode ser considerada um excelente calmante natural, além de agir como antibiótica, anti-inflamatória, sudorífica, digestiva, antinevrálgica e antiespasmódica.

Erva-cidreira

Foto: depositphotos

Benefícios

As propriedades digestivas da erva cidreira a fazem ser altamente indicada para distúrbios estomacais, como azias, má digestão, dores causadas por úlceras e gastrite; suas propriedades sudoríferas, como sugerido pelo nome, estimulam a eliminação de líquidos através do suor, permitindo que o corpo evite a retenção e elimine bactérias e toxinas; pessoas insones, agitadas e ansiosas também são muito beneficiadas pelas propriedades calmantes da erva cidreira, que desacelera o coração, controla a respiração e estimula o bem estar; quem sofre de pressão alta pode e deve consumir a planta sem medo, pois ela é uma poderosa combatente contra a pressão arterial alta; cólicas uterinas e intestinais são facilmente aliviadas após o consumo da erva cidreira; por seu efeito calmante, a longo prazo pode prevenir doenças cardíacas; alivia e trata pé de atleta.

Contraindicações

Deve-se estar sempre atento ao fato de que qualquer tratamento medicamentoso – seja ele natural ou não – precisa de acompanhamento médico e deve ser levado a sério. Caso sinta a necessidade de fazer uso prolongado da erva cidreira, busque um médico de confiança, relate-lhe o que sente, questione sobre a planta e faça os exames requeridos, pois embora possua diversas propriedades medicinais benéficas, cada organismo é único e pode reagir de forma diferente. Quem já ingere medicamentos calmantes ou sedativos pode ter o efeito dessas medicações aumentado pelo consumo da erva cidreira, e em doses concentradas pode ter efeito abortivo, sendo contra indicado para mulheres em fase de gestação.

Como preparar seu chá?

Lave bem as folhas da erva cidreira e leve ao fogo um punhado de cinco folhas, juntamente com 200 ml de água filtrada. Tampe a chaleira e deixe ferver por 10 minutos. Após esse período, desligue o fogo, e quando a temperatura estiver adequada para consumo beba uma xícara, preferencialmente antes de dormir para ter um sono mais tranquilo.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.