Publicado por Redação

Com o nome científico de Foeniculum vulgare, a erva doce é uma das plantas mais populares no Brasil. Conhecida regionalmente como anis ou funcho, sua origem é egípcia e contém uma história interessante: os antigos egípcios acreditavam piamente que a erva doce tinha o poder de afastar e evitar pesadelos, assim eles dormiam com alguns ramos da erva seca embaixo de seus travesseiros. Atualmente, alguns travesseiros são fabricados a utilizando como aromatizante, já que se acredita que seu perfume tenha grandes poderes estimulantes sobre o corpo. Ainda, na Grécia Antiga, a erva doce era utilizada como emagrecedor, enquanto os antigos romanos criam que ela era capaz de melhorar a visão. Afinal, com tantas histórias sobre seus benefícios, do que será que a erva doce de fato é capaz?

Erva Doce

Foto: Reprodução

Benefícios e indicações

Com tanto burburinho em torno da erva doce, muitos estudos foram realizados para certificar-se sobre suas propriedades medicinais e como ela realmente age no organismo. Os gregos estavam certos: ela possui importante papel no processo de emagrecimento! A erva doce não emagrece milagrosamente, mas possui apenas 28 calorias a cada 100g de erva, e é rica em fibras, substância responsável por reduzir o apetite.

Outros importantes benefícios da erva doce são: melhora progressivamente a digestão, alivia os gases, combate a acidez estomacal e alivia os sintomas de úlceras e gastrites. Também reduz o mau hálito, combate gripes e resfriados, regula a pressão arterial, é altamente relaxante e reduzem a possibilidade de desenvolvimento de câncer de ovário e de mama – os flavanoides encontrados em seus talos e bulbo assemelham-se ao estrógeno, diminuindo assim o risco de câncer em mulheres.

Contraindicações

Embora possua muitos benefícios, o consumo de erva doce em excesso é contra indicado para gestantes e lactantes, pois suas sementes podem ocasionar contrações que levem ao aborto, ou causar prejuízos para o desenvolvimento do bebê.

Como utilizar?

Outra grande vantagem da erva doce é sua praticidade: podem-se tomar seu chá, ou ainda utilizá-la cozida ou crua no preparo de diversos alimentos como sopas, purês e saladas. Descubra como ela melhor lhe agrada e não perca tempo, inclua hoje mesmo a erva doce em sua rotina!

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.