Publicado por Redação

Com forma arredondada e coloração verde vibrante, as ervilhas podem ser consumidas de diversas formas em diversos pratos, sendo adicionadas cruas, cozidas ou ainda no vapor. Em alguns locais as ervilhas são torradas e salgadas e consumidas como um lanche, como se fosse um salgadinho.

O período de safra dessa leguminosa vai de junho a agosto, mas isso não impede que sejam sempre consumidas. Disponíveis o ano inteiro devido a facilidade de poderem ser enlatadas ou congeladas, as ervilhas conquistaram muitos paladares ao redor do mundo em diversos pratos diferentes.

Ervilha

Foto: Reprodução

Tipos de ervilha

Existem basicamente dois tipos de grãos: o grão liso que é mais resistente e de fácil amadurecimento que é pequeno e não muito apreciado por seu sabor, e o grão rugoso que apresenta um sabor mais adocicado e um tamanho maior.

Os benefícios

Cada 100g, a ervilha fornece apenas 80 kcal e o alimento ainda é fonte de hidratos de carbono, fibras alimentares, vitaminas A, B, C, E e K, e minerais como o zinco, ferro, cálcio, potássio e magnésio. Os benefícios podem variar de acordo com a variação do grão.

Coração

Possuem ação anti-inflamatória associada aos flavonoides presentes em sua composição. Esses ajudam na prevenção de coágulos sanguíneos que são a principal causa dos ataques cardíacos e derrames. A ervilha ajuda ainda a diminuir os níveis de triglicérides e colesterol ruim, sendo excelente para prevenir doenças do coração.

Diabetes

Com um baixo índice glicêmico, as ervilhas são ricas em antioxidantes e propriedades anti-inflamatórias, ajudando a reduzir a possibilidade de aparecimento do diabetes.

Câncer

Os antioxidantes são eficazes em inibir o surgimento de células cancerígenas, tendo algumas substâncias antioxidantes que atuam com mais fora contra o câncer de mama e da próstata.

Pele

O antioxidante natural ajuda a prevenir as infecções microbianas e, além disso, previnem o envelhecimento da pele retardando o surgimento das rugas.

Digestão

A presença das fibras em sua composição ajuda a melhorar o funcionamento do intestino, prevenindo a constipação. Além disso, essas fibras aumentarão a saciedade e reduzirão o inchaço, ajudando a quem deseja perder peso.

Energia e bem-estar

Quando você se sentir cansado, procure inserir a ervilha em sua alimentação, pois elas possuem nutrientes diversos que são responsáveis por oferecer suporte às células produtoras de energia. Além disso, o ferro presente na leguminosa ajuda a combater a anemia que tem como sintomas a fraqueza, fadiga, entre outros.

Formas de consumo

Não existem restrições quanto ao consumo das ervilhas, portanto podem ser adicionadas aos pratos quentes ou frios como sopas, saladas, carnes, tortas, entre muitos outros.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.