Publicado por Redação

A natureza é, sem dúvida, uma das fontes mais ricas de agentes com finalidades medicinais. Doenças, transtornos no organismo, entre inúmeros problemas que afetam a saúde humana podem ser facilmente tratados apenas com plantas as quais possuem diversas propriedades medicinais.

E um desses incríveis vegetais, destaca-se a flor de lótus, planta esta pertencente a família das nymphaeaceae. O vegetal dessa espécie é também conhecido como lótus-da-Índia, lótus-egípcio, lótus-sagrado e raiz-de-lótus.

Os principios ativos da flor de lótus

Tendo como partes utilizadas a raiz e a planta inteira, a flor de lótus é dotada de grandes níveis de carboidratos, cálcio, potássio, zinco, óleos essenciais, proteínas, sais, tanino, nelumbina, betacaroteno e magnésio.

As propriedades medicinais da flor de lótus

Flor de lótus

Foto: Depositphotos

Dotada das propriedades medicinais antifebrífuga, antitussígena, estomacal e antidiarréica, emoliente catarral, a flor de lótus é indicada para tratar os seguintes problemas:

Afecções respiratórias
Afecção
Sangramento uterino
Catarro pulmonar
Cólera
Vias respiratórias obstruídas
Secreções
Diarreia
Distúrbio estomacal
Efizema pulmonar
Febre
Gripes
Laringite
Pneumonia
Rinite
Suores da menopausa
Tosse
Vômito

Como usar a flor de lótus

A recomendação para o uso da flor de lótus é por meio de decocção. Recomenda-se tomar uma xícara de chá da erva por até três vezes ao dia.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.