Publicado por Redação

A diversidade de plantas existente no mundo é gigantesca e talvez até impossível de ser dimensionada com precisão. Tais vegetais possuem diversas características próprias e serventias específicas. Enquanto umas podem ser tóxicas, outras podem já não ser e até atuarem para dar sabor aos alimentos ou mesmo para servir como medicamento natural para tratar doenças.

O fucus crespo

Integrante da família das plantas algae, grupo de vegetais popularmente conhecido como algas marinhas, limo-folhas, cuspelhos ou musgos, o fucos crespos é uma variedade dotada de propriedades medicinais e inúmeros princípios ativos importantes.

Nativa da costa de Portugal e dos Mares do Norte, este vegetal tem como partes utilizadas seus talos secos. A mesma possui cor com de tonalidade meio parda e, em geral, pode ser vista à beira mar.

Fucos crespo

Foto: Reprodução/ Blog Buzzard Bushcraft

Propriedades medicinais e princípios ativos

Como propriedades medicinais, a planta fucos crespo pode auxiliar como diminuidora das afecções dos brônquios, emoliente, expectorante e analéptica.

Com princípios ativos iodo, cloro, ácido oxálico, bromo, enxofre e azoto (21%), tal variedade de vegetal pode ser usada em doses de 10 a 15 gramas a cada litro de água em forma de decocção.

Contraindicações da fucos crespos

Esta planta é totalmente contraindicada para mulheres grávidas ou em período de amamentação do bebê. Além disso, a mesma não deve ser misturada a qualquer tipo de medicamento farmacêutico e nem consumida em épocas frias.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.