Publicado por Redação

Fucus vesiculosus, também comumente conhecida como bodelha e fava-do-mar, é uma alga castanho-amarelada do gênero feofícea, do grupo laminariáceas, encontrada nas costas das áreas temperadas e frias dos oceanos Pacífico e Atlântico, além do Mar do Norte e Mar Báltico. Essas algas são microscópicas e, quando rehidratadas, podem aumentar o seu tamanho em até 10 vezes. No ano de 1811, o elemento iodo foi descoberto a partir de um extrato desta alga, tendo sido largamente utilizado nos tratamentos para o bócio, um inchaço da glândula tireoide relacionado à deficiência crônica do iodo. A partir do ano de 1860, defendeu-se que o fucus é um estimulante da tireoide e, ao elevar a taxa metabólica, poderia combater a obesidade.

Fucus vesiculosus

Foto: Reprodução

Propriedades medicinais

Devido ao elevado poder de fixar o  iodo do mar, o fucus vesiculosus age como estimulante da glândula tireoide, sendo indicado para o tratamento de casos de obesidade e hipotiroidismo.

Benefícios e indicações de uso

Devido a presença de compostos e elementos tais como mucilagens, algina, manitol, betacaroteno, óleos voláteis, iodo, bromo, potássio, dentre outros, o fucus é indicado nos seguintes casos: como anticelulite; combate à bulimia, obesidade e gorduras localizadas; acelerar o metabolismo celular; regular o intestino; atuar como antiácido; levemente diurético; regular menstruações e fortificar o útero; e auxiliar nas disfunções da tireoide e na elasticidade da pele. No Japão, esta alga é um alimento comum e, na Europa, é usado como aromatizante e aditivo alimentar. O fucus é também comumente encontrado nos componentes de suplementos alimentares.

Como preparar o chá?

Adicione uma colher de sopa da alga em meio litro de água. Deixe cozinhar por aproximadamente 3 ou 4 minutos, a partir do momento em que a ebulição tem início. Após esse período, retire o recipiente do fogo e deixe repousando, tampado, por cerca de 10 minutos. Coe e consuma. A indicação de ingestão deste chá é de duas vezes ao dia.

Contraindicações e cuidados

A utilização do fucus vesiculosus está contraindicado em casos de gravidez e lactação, de hipertiroidismo e problemas cardíacos. O uso excessivo da alga pode causar hipertiroidismo, elevação da pressão sanguínea e da pulsação e tremores. É importante ressaltar que pessoas alérgicas ao iodo não devem fazer uso desta alga. Lembre-se sempre de consultar um médico para saber se determinado tratamento terapêutico pode ser aplicado no seu caso!