Publicado por Redação

A genciana é conhecida popularmente através de diversos nomes, como, gencianela, genciana-amarela, gengiba, junciana, unciana, quina de pobre, genciana amarilla, argençana, jansana e gentiane jaune.

Seu nome científico é Genciana lutea L, é pertencente à família das Gentianaceae. É uma planta rica em propriedades medicinais e por isso é muito indicada para combater diversos tipos de doenças e problemas de saúde.

Características

É uma planta de caule ereto e liso. Possui folhas largas, grandes e ovaladas, suas flores têm a tonalidade de um amarelo intenso. A haste da planta é reta e alcança aproximadamente um metro de altura.

Seu sabor é extremamente amargo, sendo considerada uma das plantas mais amargas do planeta. É considerada pela fitoterapia como um tipo de amargo “puro”, isto é, que faz muito bem a saúde.

As partes utilizadas para a criação de chás, compressas, temperos de alimentos, produtos cosméticos e medicamentos são as folhas e as raízes da genciana. Seu habitat natural são as montanhas europeias.

Genciana

Foto: Reprodução

Propriedades medicinais

  • Antidiabética;
  • Anti-emética;
  • Anti-inflamatória;
  • Antimicrobiana;
  • Periente;
  • Colagoga;
  • Condicionante para os cabelos;
  • Venérea;
  • Digestiva;
  • Emenagoga;
  • Estimulante da circulação sanguínea;
  • Laxante;
  • Sialagoga;
  • Tônica estomacal;
  • Tônica para o fígado;
  • Vesícula biliar e todo o organismo;
  • Vermífuga.

Indicações

  • Alergia;
  • Amenorreia;
  • Anemia;
  • Anorexia;
  • Artrite;
  • Azia;
  • Cálculo biliar;
  • Circulação;
  • Convalescência;
  • Debilidade muscular;
  • Diabete;
  • Diarreia;
  • Dor reumática;
  • Escrofulose;
  • Esgotamento;
  • Febre;
  • Flatulência;
  • Fraqueza geral;
  • Gastrite;
  • Gota;
  • Hiperglicemia;
  • Histeria;
  • Icterícia;
  • Indigestão crônica;
  • Náusea;
  • Problema digestivo;
  • Resfriado;
  • Verme intestinal;
  • Vômitos.

Aumento de apetite

A genciana é recomendada principalmente em tratamentos de distúrbios digestivos, incluindo, anorexia, bulimia e depressão. Sua raiz, quando ingerida por meio de chá, proporciona o aumento de apetite.

O amargo proporcionado pela planta aumenta a vontade de se alimentar, proporcionando uma melhora significativa em diversos tratamentos. Vários estudos já estão sendo desenvolvidos com o objetivo de aprovar o efeito positivo e significativo da raiz de genciana.

Contraindicações

Não é recomendável ingerir a genciana durante os meses de gravidez e lactação. Pessoas com hiperacidez estomacal devem evitar ingerir a planta. Além disso, devem evitar o chá de genciana pessoas com úlceras gastroduodenais e com síndrome de Zollinder-Elison.

Efeitos colaterais: Cefaleia, dispepsia, náusea e vômitos.

Ingerir em demasia a genciana pode ocasionar em irritações gastrointestinais.

Chá de genciana

– 1 colher de chá de raízes e folhas de genciana;
– 1 xícara de água.

Ferva a água junto com as raízes e folhas de genciana, em seguida desligue o fogo e deixe o chá descansar por cinco minutos. Coe e beba em temperatura morna de duas a três vezes por dia.

Em caso de diabetes não acrescente açúcar.

Chá gelado de genciana com suco de maçã

  • 1 colher de chá de raízes e folhas de genciana;
  • 1 xícara de água;
  • 1 maçã sem casca picada;

Ferva a água junto com as raízes e folhas de genciana, em seguida desligue o fogo e deixe o chá descansar por cinco minutos. Espere esfriar, coe e coloque no liquidificador junto com a maçã picada. Beba o chá gelado durante as refeições.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.