Publicado por Redação

A goiaba, de nome científico Psidium guajava, é a fruta da goiabeira, e tem um sabor popular e possui muitos benefícios para as pessoas. Mas não é só a fruta que possui propriedades medicinais. A planta é uma árvore de até 20 metros de altura comuns no Brasil. É cultivada em diversos lugares do mundo, podendo sobreviver a diversos solos e climas, além de reproduzir-se e frutificar-se relativamente rápido. As goiabas são muito apreciadas por pássaros e outros animais que, ao alimentar-se da fruta, carregam suas sementes e as dispersam por meio das fezes, ajudando a propagar a árvore.

Goiabeira

Foto: Reprodução

As folhas e as cascas da goiabeira vêm sendo usadas por índios há alguns anos para fins medicinais. Suas propriedades relacionadas à cura e prevenção de doenças foram comprovadas por pesquisa e, desde então, vem sento muito utilizada pela medicina alternativa.

Os benefícios das folhas e das cascas da goiabeira

As folhas, quando mastigadas, podem prevenir e aliviar o mau hálito, além de evitar ressacas e dores de cabeça provenientes do consumo de bebidas alcoólicas, mas para este caso, devem ser mastigadas antes. O extrato das folhas, pode ser usado para o tratamento de candidíase através de duchas e esmagar as folhas e aplica-las em feridas, ajuda a evitar infecções e facilita a cicatrização. Além disso, podem ser usadas para regular disfunções menstruais, amenizando períodos de sangramento intenso.

Propriedades e usos medicinais

Atua como analgésico, adstringente, antibacteriano, antioxidante, cardiotônico, diurético, estimulante menstrual, fungicida, sedativo, tônico estomacal e vermífugo, sendo eficaz no tratamento e prevenção de candidíase, cólera, conjuntivite, dor de dente, dor de garganta, hemorragias, vertigem, vômitos, tosse e úlceras na pele.

A goiaba e o emagrecimento

Estudos mostraram que, após o consumo da goiaba por doze semanas, além de reduzir a pressão arterial, também reduziu os níveis de colesterol, de triglicérides, e de aumentar a taxa de HDL, que é considerado o colesterol bom. Seus efeitos foram relacionados ao alto teor de fibras e potássio.

Efeitos colaterais e contraindicações

O consumo da fruta é contraindicado apenas em seu consumo excessivo ou para quem possui problemas intestinais ou aparelho digestivo.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.