Publicado por Redação

A gualtéria, de nome científico Gaultheria procumbens, é uma planta medicinal também popularmente conhecida como pirola, chá-montês e chá do Canadá, pertencente à família das Ericaceae. Esta planta aromática e suave ao tato cresce, principalmente, nos Estados Unidos e no Canadá, mas também pode ser encontrada na China.

Os falhos da gualtéria crescem eretos a partir de caules subterrâneos ou rasteiros; a maioria de suas folhas nasce em ramos na extremidade dos galhos e possuem formato ovalado. As flores da planta geralmente são solitárias, porém pode aparecer duas juntas; já o seu fruto apresenta-se na coloração vermelho brilhante e possui cinco lóbulos.

Gualtéria

Foto: Reprodução

Os nativos norte-americanos utilizavam esta planta para tratar reumatismos e infecções como resfriados. Hoje, a gualtéria é muito utilizada em países do continente europeu, sendo encontrada na composição de diversos medicamentos nas farmácias. No Brasil, a planta geralmente é encontrada na forma de óleo essencial nas farmácias de manipulação e casas de ervas naturais. Para aproveitar os benefícios proporcionados pela gualtéria, utiliza-se o óleo extraído de suas folhas. Confira a seguir as propriedades medicinais e os benefícios da gualtéria:

As propriedades medicinais

  • Analgésica;
  • Anti-inflamatória;
  • Estomáquica;
  • Antirreumática;
  • Estimulante;
  • Diurética;
  • Carminativa;
  • Ememagoga.

Os benefícios e as indicações de uso

A gualtéria é uma planta medicinal com ação anti-inflamatória, sendo utilizada, principalmente, contra as dores musculares ou dores de reumatismos (nos músculos e tendões, artrite e artrose). Devido a todas as suas propriedades terapêuticas, esta planta também é indicada no tratamento de casos de tendinite, cãibras, ciática, gota, gastrite, neuralgia, pleurodinia e dor de cabeça. Além disso, a infusão feita com a planta pode ser usada como ducha vaginal em casos de leucorreia.

Os modos de uso da gualtéria

As preparações feitas com a planta podem ser na forma de creme, gel linimento (bálsamo) de gualtéria e óleo essencial.

Contraindicações e efeitos colaterais

O uso da gualtéria é contraindicado nos períodos da gravidez e lactação, além de pessoas que têm alergia ao ácido acetilsalicílico (AAS). Os efeitos colaterais ocorrem quando a planta é consumida em doses elevadas, podendo causar envenenamento, provocando vômito, dor estomacal e respiração difícil.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.