Publicado por Redação

Planta arbustiva de pequeno porte, a hamamélis chega aos dois ou três metros de altura, sendo raramente encontrada com sete metros. Nativa da América do norte, a planta foi introduzida na Inglaterra e, posteriormente, no restante da Europa a partir do ano de 1736, quando começou a ser usada como planta ornamental, pois floresce inclusive no inverno. Devido ao seu grande valor terapêutico, é muito empregada na fitoterapia e na homeopatia, tendo uso para seus galhos, folhas e cascas.

Hamamélis

Foto: Reprodução

Propriedades e princípios ativos

Adstringente, tônica, antisseborreica, descongestionante, refrescante, anti-acne, anti-caspa e sedativa, a planta evita o ressecamento da pele. Possui uma grande quantidade de taninos e flavonoides, sendo excelente para problemas de hemorroidas e varizes.

Indicações

A casca da hamamélis, também conhecida como hamamélia, é indicada para tratamento de úlceras, chagas, feridas e tumores. O vapor originário dos galhos aquecidos em pedras quentes era usado antigamente para purificação e sudação em rituais religiosos. Seu chá é usado há muito tempo para o tratamento de disenterias, constipações, tosse, purificação do sangue e redução do sangramento menstrual e, quando usado externamente, é indicado para tratar cortes, picadas, queimaduras na pele, inflamações oculares e hemorroidas. Além disso, ainda externamente, pode ser útil no tratamento de veias varicosas, problemas circulatórios, varizes, pernas cansadas, eczema e couperose. Sua utilização externa é mais comum, e a planta tem sido muito usada como componente de cosméticos nas fórmulas de loções capilares e xampus.

Como usar?

A planta é facilmente encontrada na forma de cremes, pomadas, folhas secas, supositórios renais, água destilada e capsulas, sendo usada como ingrediente nas fórmulas de fármacos de venda livre, além de cosméticos como desodorantes, gel para banho, xampu, loção pós-barba, sabonetes e cremes.

A infusão deve ser feita com 150 ml de água e 2g de folhas secas e a tintura deve ser aplicada três vezes ao dia, de 2 a 4 ml. Para compressas, use a proporção de 5 a 10 g de folhas secas em 250 ml de água. O extrato seco em cápsulas deve ser usado na quantidade de até 2 g diárias, e como supositório 200 mg. A água-de-hamamélis pode ser aplicada sem restrições.

O chá de hamamélis pode ser usado para combater o inchaço corporal, uma forma de perder peso e ganhar saúde. Ele acelera o metabolismo e potencializa os efeitos de uma dieta saudável e dos exercícios na busca da eliminação de peso. Este pode ser feito com duas colheres de chá de folhas secas de hamamélis e uma xícara de água. Leve a água já com as folhas ao fogo, aguarde levantar fervura e deixe por mais dois minutos. Desligue o fogo e espere amornar. Coe e beba. A dose indicada é de uma xícara por dia, sem adoçar.

Contraindicações

Seu consumo deve ser evitado por gestantes e mulheres em fase de lactação. A ingestão de quantidades elevadas pode provocar distúrbios gastrointestinais como náuseas e vômitos, além de uma eventual hepatoxicidade, afetando os rins e o fígado.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.