Publicado por Redação

Certas plantas que são usadas em favor da saúde, dependendo da dosagem, podem funcionar como veneno para o organismo.

Por isso, antes de incluir qualquer uma delas no seu dia-a-dia é sempre aconselhável buscar orientação de uma pessoa que entenda um pouco mais que você.

Esse é o caso do heléboro negro. Ela é uma erva utilizada para fortalecer o coração, porém, se consumida em excesso, pode trazer sérias complicações para a saúde.

O heléboro negro é uma planta da família das Ranunculaceae. Elas são utilizadas, na grande maioria, como plantas ornamentais. No Brasil, representantes dessa espécie são cultivadas principalmente em locais mais frios.

Heléboro negro

Foto: Pixabay

Ao todo, são conhecidas mais de vinte espécies do gênero. A heléboro negro é também conhecida como “rosa de natal”, dado pela exuberância das suas flores. Elas possuem cinco pétalas, que rodeiam um pequeno anel em forma de cálice.

Indicações da heléboro negro

O uso medicinal da erva heléboro negro vem da antiguidade. As civilizações egípcias e grega já faziam uso dela como analgésico.

Em decorrência dos glocosídeos cardioativos, ela atua, principalmente, na fortificação do coração, evitando o desencadeamento de doenças vinculadas ao órgão.

Além do mais, devido a suas propriedades, ela possui efeito diurético e hipertensor.

Cuidados quanto ao consumo da planta

Porém, é bom tomar cuidado quanto ao consumo excessivo da erva. Estudos comprovaram que ela pode resultar em problemas cardíacos graves, como o ataque cardíaco.

É essa linha tênue, entre a dosagem certa e o excesso, que a pessoa deve tomar cuidado. Por isso, é indicado que o paciente consulte o seu médico antes de tomar qualquer remédio ou chá, mesmo que seja natural.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.