Publicado por Redação

A grande diversidade de flora mundial é responsável por servir de referência para o tratamento de muitas doenças desenvolvidas pelo ser humano. Dessa vez, a planta em questão é o jacatupé, com propriedades antitussígena e diurética.

A planta é nativa da América Central e do norte da América do Sul. No conhecimento popular, ela também recebe os nomes de feijão-macuco, feijão-batata, feijão-de-batata, feijão-jacatupé e linguiça-vegetal.

O jacatupé é uma planta trepadeira, com grandes partes subterrâneas que se assemelham a batatas. Essa parte da planta é comestível e usada para extrair um amido semelhante a araruta.

Jacatupé

Foto: depositphotos

As folhas da planta são forrageiras, apresenta flores alvas e vagens achatadas. A jacatupé pode atingir até três metros de altura.

O uso da jacatupé

Por ser considerada uma planta bastante tóxica – exceto as raízes, que são comestíveis – o jacatupé é usado na fabricação de inseticidas e raticida.

A planta era bastante usada pelos índios, pois, devido às toxinas extraídas das sementes, auxiliava na pesca. Eles colocavam um liquido preparado nos igarapés e lagos para intoxicar os peixes. Isso facilitava a pesca.

Jacatupé para a saúde humana

Entre os humanos, a planta também é usada para tratar de alguns problemas de saúde. Indicada devido as suas propriedades antitussígena e diurética, ela desobstrui as vias urinárias, trata de febre e nefrite.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.