Publicado por Redação

O jambuaçu é uma planta também conhecida por abecedaria, pimenteira-do-pará, pimenteira, jambú, erva-de-malaca, agriãozinho, agrião-do-mato, agrião-do-norte, agrião-do-pará, agrião-bravo, agrião-do-brasil, mastruço e ambú-rana.

A planta é uma excelente fonte de minerais, ferro, ácido fólico, fósforo e vitaminas, especialmente as C, A, K, E, B6 e B12. Ela é uma ótima fortalecedora do sistema imunológico, prevenindo o organismo contra várias doenças, desde a gripe ao câncer.

Ainda pode ser usada no tratamento de infecções na região da boca, dores de dente e irritações na faringe, cálculos na bexiga, doenças no fígado, tuberculose, coqueluche, anemia e problemas respiratórios como asma, rinite, sinusite e bronquite.

Jambuaçu

Foto: Reprodução/Wikimedia Commons

O jambuaçu possui efeito anti-inflamatório, ajuda na digestão, é cicatrizante e desinfetante, facilita o aumento do fluxo menstrual, ajuda a combater os gases, o escorbuto e aos espasmos ocorridos no estômago, intestino, útero ou bexiga, acalma a tosse e serve como estimulante sexual e energético.

O jambuaçu é ideal para quem é atleta, proporcionando mais energia pra quem pratica atividades físicas e promovendo um alívio e sensação ainda maior de prazer ao corpo após exercícios extenuantes.

A planta ainda possui uma excelente ação anti rugas e é atualmente usada como uma espécie de “Botox natural”. O ingrediente é muito usado na produção de cosméticos como sabonetes faciais e cremes que combatem o envelhecimento da pele.

O jambuaçu é contraindicada para mulheres grávidas. As pessoas que fazem o uso contínuo de algum medicamento devem consultar primeiramente um especialista antes de começar a usar a planta nas receitas, pois a mesma pode cortar o efeito do remédio.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.