Publicado por Redação

A java, popularmente conhecida como bariflora, tem origem na Ásia, mas atualmente está presente em grande parte do mundo. Na América do Sul pode ser encontrada em regiões de clima tropical. É uma planta arbustiva que chega a 1,20 m de altura e seu nome científico é Ortisiphon. Pode ser encontrada em farmácias e em lojas de produtos naturais na forma de folhas secas ou cápsulas.

Java

Foto: Reprodução

Propriedades e benefícios

A java, quando preparada como chá, possui benefícios diversos para o organismo humano. É eficaz quando usada como auxiliar no combate a doenças como reumatismo, hipertensão, gota, infecções urinárias, doenças do coração, litíase renal, hepatite e colesterol alto. Age ainda como agente facilitador do emagrecimento, uma vez que sua ação diurética ajuda a eliminar retenção de líquidos. No entanto, para sua total eficácia neste sentido, não basta apenas consumir a planta, mas ter uma alimentação balanceada e a prática de exercícios físicos regulares.  Os ingredientes ativos do chá de java são os sais de potássio, polyphenols, flavonoides, óleos essenciais, entre outras substâncias. Age como antioxidante, melhorando a atividade celular e o metabolistmo lipídico, impede a oxidação das gorduras e a formação das placas de ateroma nas paredes arteriais e mobiliza a gordura corporal, a redução do colesterol LDL e do colesterol total. Assim como outros medicamentos naturais, a java não deve ser consumida sem orientação médica e não substitui outros tratamentos, apenas os complementa.

Chá de Java – Preparo

Para preparar o chá, use a proporção de uma colher de sopa de erva para cada meio litro de água. Coloque a água em um recipiente, adicione a erva, misture bem e leve ao fogo. Deixe ferver e desligue. Abafe por cerca de dez minutos, coe e beba gelado ou quente. A quantidade indicada para consumo diário é de três xícaras, sempre antes das principais refeições.

Contraindicações e efeitos colaterais

Apesar de ser um produto natural, recomenda-se consultar um médico antes de iniciar o tratamento com ervas, uma vez que cada organismo reage de uma forma diferente a cada uma das opções de tratamento. É contraindicada para pessoas com problemas estomacais como úlceras e gastrites.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.