Publicado por Redação

A planta conhecida como língua de tucano, cujo nome científico é Eryngium campestre, pertence à família das Apiaceae e é nativa do cerrado. No passado, podia ser facilmente encontrada no Brasil na região de São Paulo, mas nos dias atuais passa por uma ameaça grande de extinção devido à urbanização da região. A planta, perene, apresenta espinhos nos segmentos laterais das folhas longas e é de fácil manutenção.

Língua de tucano é uma planta que não apresenta floração, e por isso se integra facilmente com plantas de folhagens exuberantes. Para cultivar, precisa ser regada uma vez na semana e ficar sob sol pleno ou meia sombra. O solo deve ser rico em matéria orgânica e fértil, e a limpeza das folhas secas e velhas deve ser feita no início do outono. A sua inflorescência acontece somente em um intervalo de um ou dois anos,

Funções da planta

A planta, além de ter propriedades medicinais, é bastante usada em diversos projetos de paisagismo, sendo muito cultivada em jardins que seguem estilos tropical, árido ou desértico, contemporâneo, jardim de pedras, halls, escritórios e pórticos, entre outros. Pode ser usada na decoração em bordadura, conjunto de vasos enfileirados, isolada em ambientes internos e externos e forração sob palmeiras.

Língua de tucano

Foto: Reprodução/ internet

Benefícios e propriedades

A planta, também conhecida como erva do sapo, contém princípios ativos que podem ajudar no alívio de dores causadas pela artrite, já que possui ação anti-inflamatória. A planta atua ainda como depurativa, auxiliando na eliminação do excesso de líquido, de ácido úrico e, pode ser usada ainda, para o tratamento do colesterol alto.

Como preparar o chá para artrite

– 10 g de língua de tucano
– 10 g de dente de leão
– 10 g de camomila
– 500 ml de água

Em um recipiente, coloque as ervas e a água e leve ao fogo até começar a ferver. Em seguida desligue o fogo e deixe descansar tampado por 10 minutos. Coe e consuma entre duas e três xícaras ao dia.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.