Publicado por Redação

Nativa da floresta amazônica, a marapuama é utilizada há muito tempo pelos índios. Também conhecida como muirapuama e muiratã, a planta é comum no norte do Brasil e apresenta formato de arbusto com flores brancas e de um perfume característico. Como erva medicinal, pode ser encontrada para comprar em casas de produtos naturais em forma de folhas secas, além de cápsulas e em pó.

Marapuama

Foto: Reprodução

Propriedades e indicações

O chá da marapuama é indicado como tônico neuro-muscular e combate à impotência sexual por ser excitante e afrodisíaco. Suas propriedades atuam no combate à debilidade, gripes, artrose, beribéri, vermes, reumatismo, inchaço, depressão e fraqueza. Excelente para renovar as energias, o chá também é eficaz no tratamento de disenterias, de estresse, fadiga, perda de memória, na amenização dos problemas cardíacos e nas quedas de cabelo, além de haver a possibilidade de combater a celulite e melhorar a circulação sanguínea utilizando a planta na forma de extrato.

Suas propriedades envolvem sua ação afrodisíaca, anti-disentérica, antirreumática, anti-estresse e tônica. A curto prazo, seus efeitos incluem o aumento do fluxo sanguíneo para a área pélvica, auxiliando nas ereções em homens e na sensibilidade e orgasmo nas mulheres. A longo prazo, aumenta a produção dos hormônios sexuais de ambos os sexos.

Contraindicações e efeitos colaterais

A planta, apesar de estar cheia de benefícios tanto para a saúde física como para a saúde mental, tem contraindicações. O uso não é recomendado para mulheres gestantes ou em fase de lactação, uma vez que existe a remota possibilidade de a planta promover a hipertensão em alguns pacientes. Pela mesma razão, é contraindicada para pacientes com hipertensão ou com problemas cardíacos. Crianças e idosos devem evitar o consumo e, quando necessário, apenas com acompanhamento profissional.

O consumo da planta pode trazer ainda alguns efeitos colaterais como o tremor das mãos, palpitações e ejaculação precoce.

Como fazer o chá?

Para preparar o chá de marapuama, use a proporção de duas colheres de sopa de lenho/casca da marapuama para cada litro de água mineral. Em um recipiente, adicione a água e a casca da planta, e leve ao fogo. Após alcançar fervura, deixe por mais aproximadamente cinco minutos. Desligue o fogo e deixe em infusão por mais aproximadamente dez minutos. Coe e consuma de duas a três xícaras ao dia, gelado ou quente. Em alguns lugares do Brasil, o chá fresco é aplicado diretamente nos órgãos genitais para atenuar seu efeito afrodisíaco.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.