Publicado por Redação

De nome científico Mirabilis jalapa, a planta conhecida como maravilha é conhecida por ser ornamental. As cores de suas flores podem variar nas cores vermelha, rosa, amarela, branca, entre outras. Essas mesmas flores, no entanto, durante o crescimento da planta, podem apresentar-se na coloração amarela, por exemplo, e ao amadurecer, podem mudar gradualmente para rosa escuro.

Também conhecida como jalapa, boas noites, belas noites, bonina, beijos de frade e muitos outros nomes, a planta apresenta aproximadamente 50 espécies diferentes.

Seu nome Mirabilis deriva do latim tendo como significado maravilha, ou ainda admirável. Jalapa, por sua vez, é o nome de uma cidade mexicana, local onde foi descrita cientificamente pela primeira vez. Sua reprodução se dá por meio da polinização das flores pelas mariposas pertencentes à família Sphingidae, ou outros animais noturnos.

A planta, originária da América do Sul, naturalizou-se em diversas regiões. Vive bem no sol e chega a, em média, 0,9 m de altura. Suas sementes possuem formato esférico, mas sua superfície é enrugada e a coloração preta.

Sua colheita é feita quando a parte aérea desaparece, e são usadas suas raízes. Devem ser secas ao sol em local seco e ventilado e armazenada em sacos de papel ou de pano. Quando utilizadas, as folhas e flores devem estar frescas.

Maravilha

Foto: Reprodução

Indicações e propriedades da planta

A planta pode ser usada no tratamento de afecções hepáticas, chagas, cicatrização, cólica, contusão, escoriações, feridas, herpes, leucorreia, machas na pele, sarda, vermes e DST. Pode ser usada ainda como cicatrizante.

As flores são usadas também na coloração de alimentos e as folhas podem ser consumidas, mas apenas quando bem cozidas. Isso, no entanto, somente deve ser feito como forma de emergência.

As partes da planta podem ser usadas ainda como um excelente diurético e laxante, além de a raiz ser afrodisíaca.

Modos de usar

Para afecções da pele, coceiras e contusões, você deve colocar, em um pilão, duas colheres de sopa das folhas e flores de maravilha. Amasse bem até que as folhas virem uma pasta. Esta deverá ser espalhada sobre a gaze ou pano e aplicada nas regiões afetadas. Com outro pano, cubra a região e fixe, deixando agir por toda a noite.

Para vermes, lombrigas e oxiúros, a receita é diferente. Em um pilão, coloque 1 colher de sopa de açúcar e 1 colher de sobremesa da raiz fatiada. Amasse e em seguida adicione 1 xícara de água fervente. A mistura deve ficar abafada por aproximadamente 10 minutos. Em seguida, coe e consuma sempre 1 xícara de manhã, ainda em jejum.