Publicado por Redação

A planta mastruço é encontrada na América do sul e também no sudeste do Brasil. O nome mais comum é mastruço, mas também tem o apelido de erva-de-santa-maria. Ela é uma erva anual e muito usada desde o descobrimento do território brasileiro. Entre os diversos benefícios, ela pode ser usada para dores musculares e limpeza do organismo retirando as toxinas e resíduos. Mas mulheres que estão grávidas nem cheguem perto da planta, pois ela é abortiva.

Mastruço

Foto: Reprodução

Características da planta

Ela pode chegar até 70 cm de comprimento. Já as folhas são divididas com flores de tamanho pequeno e de cor branca. Também possui um fruto não muito grande com duas sementes. A planta se espalha a partir das sementes apenas na época do ano que faz mais frio. É uma planta cheirosa e quando é bem amassada libera um odor que se parece com agrião.

O cheiro é liberado por causa do óleo essencial que há nela, onde contém uma substância com utilidades que se parecem com os benefícios do antibiótico, antiviral, antibacteriano e até antitumoral.

Conheça os benefícios

As partes usadas são as folhas, flores e sementes em forma de chá medicinal. Pessoas que têm problemas com ácido úrico podem aderir ao consumo da planta, assim como para vários outros tratamentos como para anemia, expectorante pulmonar, bronquite, contusão, dor muscular, infecção nos pulmões e vermes no caso de solitária pode-se usar a erva para combater o parasita.

Modo de preparo

Use uma panela com água e ferva folhas frescas da planta durante três minutos. Desligue o fogo e quando estiver morno é só coar e tomar duas xícaras por dia, sem açúcar.

Efeitos colaterais

Essa planta nunca deve ser consumida em altas doses, pois pode se tornar tóxica e pode levar até a morte. Sendo totalmente proibida para crianças menores de dois anos.

Para a ingestão dessa planta deve-se consultar um profissional para que possa ser receitado certas quantidades ideias. O óleo essencial contido nela pode causar sintomas como náuseas, vômitos, depressão do sistema nervoso, lesões hepáticas, surdez, transtornos visuais, problema no coração e no sistema respiratório.

As sementes podem estimular o aparecimento de tumores no estômago. Assim como irritação nos órgãos como, por exemplo, nos rins. Para a pele mucosa pode causar irritação e dores de cabeça, vertigem, colapso circulatório e até a morte. Destacando que o extrato consumido por grávidas pode abortar o bebê.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.