Publicado por Redação

De nome científico Brassica napus, o nabo é uma planta da família das Brassicaceae. Também conhecida como colza de primavera, o nabo é uma planta herbácea que apresenta folhas oblongas e ásperas que possuem coloração verde médio a verde escuro. Além disso, possui flores amarelas que ficam agrupadas em uma haste floral. A planta pode ser cultivada em regiões de clima temperado e apresenta tubérculos comestíveis que conhecemos como nabo. De fácil cultivo, o nabo é ideal para hortas domésticas: para isso, plante as sementes em carreiras, com 5 cm de distância entre uma e outra, diretamente no solo. Após dois meses de plantio, você pode colher.

Nabo

Foto: Reprodução

Os benefícios

O nabo é um alimento de baixo valor calórico, sendo muito eficiente para quem busca o emagrecimento. Além disso, alguns pesquisadores dizem que o nabo possui o que chamamos de calorias negativas, ou seja, é um alimento que ajuda a queimar calorias.

Este alimento age ainda como um desintoxicante do organismo e atua no tratamento de infecções do colo uterino, dores – ciáticas, de gota, nevrálgicas e reumáticas –, vermes, bronquite, prisão de ventre, úlcera do estômago, tosse, coqueluche, escorbuto, ulceração da pele, úlcera do duodeno, frieiras, hemorroidas, inflamações intestinais, cálculos de bexiga e rins, entre outras. Age ainda como um fortalecedor dos dentes e expectorante.

Rico em proteínas, betacaroteno, fibras, potássio, sódio, cálcio, ferro, fósforo, vitaminas A, B1, B2, B5 e C, o nabo pode ser inserido na alimentação regular para que todos os benefícios possam ser desfrutados.

Propriedades

Como citamos anteriormente, o nabo possui algumas propriedades medicinais. Essa raiz age como um aperiente, refrescante, tônico, diurético, antiescrofulosa, emoliente, antiescorbútica, antiberibérica, alcalinizante, expectorante, laxativo, entre outros.

Como consumir?

  • Inflamações intestinais: quando houver inflamações intestinais, consuma o caldo da raiz em várias xícaras diárias.
  • Hemorroidas: prepare um suco com nabo, cenoura, espinafre e agrião e consuma um litro por dia. A dieta, neste caso, deve ser rigorosa e repleta de hortaliças e frutas cruas.
  • Tosse, coqueluche e bronquite crônica: neste caso, corte o nabo em fatias finas e coloque em um recipiente. Cubra com açúcar e deixe durante a noite no sereno. De manhã, escorra o xarope que formou guardando-o em um recipiente e consuma em colheradas durante o dia.
  • Hiperacidez gástrica: prepare um suco usando as folhas de nabo, aipo e cenoura e consuma durante o dia.
  • Laxante natural: para preparar o laxante natural de nabo, cozinhe as folhas no vapor sempre em fogo brando.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.