Publicado por Redação

Originária da Ásia, a nigella sativa, ou simplesmente nigela é uma planta muito apreciada por seus benefícios desde dos tempos mais remotos. O óleo extraído desta erva, por exemplo, já foi encontrado na tumba de Tutankamon. Acredita-se também que a rainha Cleópatra utilizou-se desta planta para acentuar seus dotes físicos, adquirindo mais saúde e beleza. Além destes casos, o cominho preto, como também é conhecida, era considerada pelo pai da medicina científica, Hipócrates, como um remédio importante no tratamento de problemas digestivos e distúrbios hepáticos. Ao final, a planta acaba sendo muito utilizada pelos povos do Oriente Médio, tendo em vista seus benefícios capazes te curar diversas doenças.

Características da nigela

Planta anual, ela nasce espontaneamente em campos cultivados, terrenos baldios e até em beira de estrada, mesmo em solos pedregosos ou remexidos. Possui um caule muito ramificado podendo atingir uma altura até no máximo 60 cm e sua cor é um verde-acinzentado. Possui flores de cor azul claro e o fruto é verde, quando ainda não está maduro, e após o processo de maturação adquire uma cor acastanhada. Mas é nas sementes, que as propriedades e benefícios da nigela se encontram. Inclusive é devido a cor que elas possuem que a planta recebeu esse nome, que em latim se refere a cor negra das sementes.

É também conhecida por outros nomes como: aleprive, aliprive, cominhos negros, diabo-na-mata e nigela-bastarda.

Nigela

Foto: Reprodução/ internet

Propriedades e benefícios da planta

Entre as propriedades da nigela, estão:

  • Analgésica: Tem a função de diminuir ou eliminar de vez a dor;
  • Carminativa: Poder de atenuar os gases intestinais;
  • Depurativa: Produz uma limpeza no organismo, eliminando as toxinas e os resíduos do corpo;
  • Anti-histamínico: Agente controlador de alergias e enjoo;
  • Antioxidante: Tem a função de inibir a oxidação das células, evitando o envelhecimento precoce e o desenvolvimento de células cancerígenas.
  • Anti-infecciosas: Remédio natural capaz de combater infecções que afetam o organismo humano;
  • Broncodilatadora: Auxilia no tratamento de doenças pulmonares como a asma, bronquite crônica, enfisema pulmonar etc.

As sementes desta planta podem ser utilizadas contra os casos de diabetes, pois elas são capazes de reduzir os níveis de açúcar no sangue. Além disso, de acordo com estudos elaborados pelo Laboratório de Pesquisa do Câncer de Hilton Head Island, nos Estados Unidos, este medicamento natural é capaz de detonar com o câncer sem trazer prejuízos à saúde. Isso porque, os resultados mostram um crescimento celular de medula óssea de 250% e a inibição de 50% do crescimento do tumor.

Precauções necessárias

Apesar de ser um produto de origem natural, o excesso das sementes desta planta pode fazer mal ao consumidor. O risco de morte é elevado quando o consumo ideal é ultrapassado. Não há uma regra com relação as doses diárias, elas vão depender do seu organismo e do que você deseja tratar. Sendo assim, o aconselhável é procurar ajuda de um médico especialista.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.