Publicado por Redação

Com o nome científico de Mentha pulegium, o popular poejo pode ser facilmente encontrado em plantações e jardins de todo o Brasil. É raro encontrar alguém que nunca tenha ouvido falar da planta, ou a tenha tido como indicada para lhe auxiliar em algum distúrbio de saúde. Isto ocorre por ela ser muito bela e ornamental, utilizada para enfeitar casas e diversos ambientes, o poejo é também usado para perfumar ambientes, já que se assemelha à hortelã, mas com cheiro ainda mais forte, e possui diversas propriedades medicinais que o tornam um chá de extrema importância para auxiliar tratamentos medicamentosos. Entenda melhor como o poejo age no organismo, quais os seus benefícios e propriedades, e como prepará-lo de maneira eficaz para a necessidade.

poejo

Propriedades e benefícios

A planta poejo é conhecida por possuir entre suas principais propriedades: antiespasmódico; antisséptico; vermífuga; digestiva; emenagogo; antirreumática; cicatrizante; anti-inflamatória; carminativa; expectorante; calmante; entre outras.

Chamada por muitos como “hortelã dos pulmões”, a planta poejo é comumente indicada para tratar resfriados, gripes e tosses, agindo como um poderoso expectorante, expelindo as secreções do pulmão e aliviando os sintomas até que se tornem inexistentes. Distúrbios menstruais, amenorreia, fluxos excessivos e cólicas também podem ser reduzidas e aliviadas com o consumo regular do poejo.

Além de ser um “santo remédio” para o sistema respiratório, o poejo também é muito eficiente no que diz respeito ao sistema digestivo. A acidez do estômago diminui quando o órgão recebe a planta com freqüência, tendo reduzida a incidência de azias, indigestões, crises de úlcera e gastrite.

Quem sofre de reumatismo também pode optar pela planta para incrementar o tratamento, já que embora não provoque a cura completa da doença, serve para aliviar suas dores através de compressas. Picadas de insetos e animais peçonhentos também podem ter seus tratamentos auxiliados pelo poejo. Ainda, pode-se utilizá-lo como um repelente natural, para espantar do ambiente pulgas, mosquitos, formigas e outros insetos diversos.

Insônia, nervosismo, ansiedade e hiperatividade também são reduzidas e tratadas pelo poejo, que atua como calmante no sistema nervoso, permitindo que a pessoa tire o foco do que a está desestabilizando e possua um sono tranqüilo e constante.

Outro benefício extremamente importante da planta poejo é sua eficiência como cicatrizante e anti-inflamatório, agindo diretamente em feridas, contusões, dores musculares e machucados diversos.

Como preparar?

Para beneficiar-se da planta, basta levar ao fogo o equivalente à 1 xícara de chá de água filtrada, juntamente com 2 colheres de sopa da planta bem lavadas. Deixe ferver por 5 minutos, então coe e beba antes da principal refeição que escolher.

Contraindicações

É importante frisar que o poejo pode ser tóxico se consumido em altas quantidades, por isso não ultrapasse a dose indicada. Mulheres grávidas não devem consumir o chá da planta.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.