Publicado por Redação

Quem tem sabe o quanto é desagradável arrotar com o gosto do alimento que já foi digerido há um tempo. E o aborrecimento que é ter o nariz entupido? Essas situações são bem comuns no dia a dia de muitos brasileiros, são causadas por disfunções no sistema digestivo e também no respiratório. Para tratar esses problemas, alguns medicamentos disponíveis em farmácias são indicados. Entretanto, quem prefere zelar pela saúde do corpo de forma natural pode optar por uma planta ainda bastante desconhecida chamada de pulsátila.

Apresentação da planta pulsátila

De origem europeia, essa é uma herbácea pequena com flores da cor violeta que possuem seis sépalas. Também chamada de anémona, flor-do-vento, flor-de-Páscoa, a pulsátila pertence a família das Ranunculáceas e tem como nome científico pulsatila vulgaris ou pulsatilla nigricans. Cresce em pradarias secas e em ambientes calcários e siliciosos.

Altamente atuante na saúde humana, esta planta apresenta determinadas propriedades que conferem todas as habilidades de tratamento à pulsátila, entre elas merecem destaque a ação antiespasmódica, emenagoga, antibiótica e antimitótica. Essas, por sua vez, podem ser encontradas em diversas partes da planta, como as folhas, flores e raízes.

Pulsátila

Foto: Pixabay

Benefícios desta erva para a saúde

Além dos dois tratamentos já citados no início deste artigo, a pulsátila também é um eficiente medicamento natural contra insônia, dores nevrálgicas e cólicas digestivas. Também é muito associada ao controle do ciclo menstrual e a atividade ovariana equilibrada e normal. Sua indicação, entretanto vai além desses tratamentos, podendo ser utilizada na recuperação de pernas pesadas devido à presença de veias aparentes, varizes e varicosidades.

Frieiras, pertubações ginecológicas diversas, problemas com a menstruação e desordens digestivas podem ser controladas com o uso dessa planta. Outros distúrbios podem ser facilmente eliminados com a pulsátila, a exemplo da língua amarelada, mau hálito, boca seca e até a ausência de sede.

Apesar de todos esses benefícios, pacientes com outras enfermidades também podem fazer uso dessa planta a fim de conseguirem tratamento para seus problemas. Ou seja, doentes com rinofaringite aguda ou crônica, febre, papeira e terçolhos.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.