Publicado por Redação

O universo das plantas medicinais é repleto de espécies das mais diversas variedades, todas contribuindo de alguma forma para o bem da saúde humana. Assim, cada planta medicinal possui o seu papel dentro da medicina alternativa, seja auxiliando no combate a uma ou mais doenças.

Um desses vegetais, inclusive, carrega o nome de quilaia. Com origem chilena, a quilaia e um vegetal que pertence a família das rosacea. Essa planta é ainda conhecida como panamá-quilaia e timboúva. Dotada de flores verdes ou brancas, esse vegetal tem como característica o seu crescimento em lugares altos. Suas partes utilizadas são sempre a casca do caule e suas flores.

Indicações da quilaia

Tratamento de afecções da pele
Tratamento de asma
Tratamento de infecção vaginal
Tratamento de leucorreia
Tratamento de psoríase
Tratamento de reumatismo crônico
Tratamento de bronquite
Estimular a mucosa gástrica
Tratamento de feridas

Quilaia

Foto: Reprodução/ Vida & Saúde.TV

Propriedades medicinais

Emulsificante
Expectorante
Tensoativa
Tônica capilar
Adstringente
Anti-seborreica
Anti-inflamatória
Antimicrobiana
Cicatrizante

Os princípios ativos da quilaia

Oxalato de cálcio
Quilaína
Ácido ascórbico (vitamina C)
Ácido quiláico
Amido
Sacarose
Tanino

Contraindicações

A quilaia é um vegetal altamente não recomendado para mulheres gestantes. Assim como de modo em geral, o uso desse vegetal somente pode ser feito sob supervisão médica, uma vez que o mesmo, se ingerido de forma incorreta, pode desencadear dores estomacais, dor de cabeça, febre, vômito, entre outros efeitos colaterais.

Utilização

A quilaia pode ser utilizada por meio de infusão, decocção ou mesmo em banhos.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.