Publicado por Redação

A Rhodiola rosea, também conhecida como “raiz do Ártico” ou “raiz dourada”, é uma planta medicinal que vem sendo utilizada há séculos na Europa Oriental e asiática e que possui propriedades benéficas para tratar diversos problemas de saúde. As raízes desta planta eram usadas por soldados no Oriente para aumentar a resistência física e contra males provocados pelas altas latitudes. Pesquisas feitas com a Rhodiola rosea têm apresentado grandes resultados relacionados com os benefícios proporcionados por esta planta. A planta é mais consumida na forma de extrato e pode ser comprada em farmácias e lojas especializadas em fitoterapia.

As propriedades da Rhodiola

De acordo com resultados publicados em uma revista científica norte-americana, a Rhodiola rosea aumenta o desempenho mental e reduz o hormônio do estresse no sangue, o cortisol. Atualmente existem mais de trezentos ensaios clínicos que atestam as propriedades antidepressivas da raiz dourada. Isto ocorre devido aos rosavins presentes em sua composição, substâncias que revitalizam a região do cérebro responsável pela redução dos níveis de dopamina, serotonina e noradrenalina, neurotransmissores que também são responsáveis pela sensação de bem-estar. Além disso, as pesquisas apontaram que a planta atua na melhora da qualidade do sono, da vitalidade sexual e, em doses seguras, o uso diário da Rhodiola melhora a ansiedade, cura a depressão e aumenta o bom humor.

A Rhodiola rosea é uma planta fitoterápica classificada pelos cientistas como adoptagen, ou adaptógeno, o que significa que ela tem o poder de aumentar a resistência do corpo diante da tensão e do estresse. Nos voluntários dos estudos nos quais foram ministrados 150 miligramas de Rhodiola por dia, o quadro de estresse emocional foi revertido, com a redução de sintomas como baixa motivação, fraqueza muscular, lentidão, fadiga crônica e dor no peito. Além disso, foram notados outros benefícios, como o aumento do desempenho da memória e a capacidade de concentração de alguns voluntários.

Rhodiola

Foto: Reprodução

Os benefícios

  • Em regiões de clima frio, o chá da planta é usado para combater resfriados e prevenir infecções, pois estimula o sistema imunológico;
  • Reduz a fadiga, o estresse e a ansiedade;
  • Segundo testes realizados, a Rhodiola rosea ativa a lipase, uma enzima que queima os depósitos de gordura no corpo, especialmente na região do estômago. Ou seja, além de tratar problemas como estresse e ansiedade, esta planta medicinal também pode ajudar na perda daquelas gordurinhas indesejadas.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.