Publicado por Redação

Na era do Paleolítico as rosas já existiam na Terra, porém de uma forma mais selvagem. Nasciam em qualquer região e se mantinham sozinhas.

Os chineses, há 5 mil anos, resolveram cultivar essas flores e aproveitar suas propriedades medicinais, as quais foram sendo descobertas aos poucos.

Com o passar dos anos e o avanços da ciência, a rosa vermelha passou a ser considerada uma aliada da saúde humana. Para aproveitar suas essências, é possível preparar um chá com as pétalas dessa flor.

A bebida, além de perfumada e ter um gosto agradável, também possui poucas calorias não interferindo na alimentação ou dietas de seus consumidores. Saiba através deste artigo quais são os efeitos benéficos proporcionados por essa rosa e como deve ser preparado o seu chá.

rosa-vermelha

Foto: Pixabay

Benefícios e propriedades encontrados nesta flor

As pétalas da rosa são ricas em vitamina C, por essa razão ajudam a tonificar o sistema imunológico do organismo favorecendo uma melhor proteção à saúde.

Também por essa propriedade, o produto natural age como antioxidante, impedindo a proliferação de toxinas e radicais livres no corpo. Consequentemente, previnem o envelhecimento precoce e ainda mantém a pele e o cabelo saudáveis.

Além disso, o chá de rosas vermelhas trabalham para atenuar cólicas menstruais, por isso é considerada uma grande aliada das mulheres.

Vale ressaltar que as cólicas fortes nem sempre são normais, assim, antes de fazer tratamentos alternativos, é preferível ir a um médico especialista e se certificar de qual melhor remédio utilizar.

Uma outra propriedade medicinal presente nas rosas vermelhas é a chamada polifenol. Essa, por sua vez, auxilia o organismo a prevenir problemas cardiovasculares, osteoporose e até mesmo o câncer.

Estas flores também possuem propriedades adstringentes, antissépticas, antialérgicas e antidepressivas. Além disso, melhora a circulação, tonifica o coração e age como um poderoso calmante. Já para a pele é ótimo quando o assunto é o combate de espinhas e cravos.

Chá de rosa vermelha

Preparar a infusão de rosas vermelhas é fácil e pode ser feita de duas formas, com as pétalas secas ou frescas. No primeiro caso, são utilizadas duas colheres (de chá) das pétalas em uma xícara de água filtrada.

Porém, se for com as partes ainda frescas, a quantidade aumenta, sendo três xícaras de água para duas xícaras de pétalas sem a parte branca da base, evitando assim um gosto amargo da bebida.

O tempo no fogo é o mesmo. Deixe a mistura ficar por até cinco minutos em ebulição e depois coe o líquido. É preferível ingerir sem adoçar, mas se for o caso opte pelo mel. A dica é beber até duas xícaras por dia, evitando superdosagens e efeitos colaterais indesejados.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.