Publicado por Redação

O Sapoti, de nome científico Manilkara zapota, é o fruto do sapotizeiro e rico em vitaminas B e C, bastante utilizado na fabricação de xaropes devido às suas propriedades medicinais. O fruto é originário da América Central e foi espalhado por outros continentes durante as épocas de colonização. Atualmente pode ser encontrado em países como Jamaica, Indonésia, Filipinas, Guatemala, Suriname e Venezuela. No Brasil, podemos perceber a presença do sapoti, mais especificamente no Norte e Nordeste, devido ao clima tropical destas regiões que geralmente é seco ou quente e úmido.

Sapoti

Foto: Reprodução

O fruto pode se apresentar de forma arredondada ou achatada, possui de 3 a 10 centímetros de comprimento com uma cor que varia entre o castanho e o marrom, sua casca é bastante fina e em seu interior há uma polpa de cor amarelada, podendo ter até 12 sementes. Como já citado, ele é altamente rico em vitaminas B e C, possuindo ainda substâncias como ferro, fósforo e cálcio e apenas 96 calorias para uma porção de 100 gramas.

Benefícios do sapoti

Ele é bastante utilizado em receitas de doces, refrescos e xaropes, devido às suas propriedades medicinais. Indicado em casos de febre, infecção renal e retenção de líquidos, já que atua também como diurético. Porém a polpa não é a única parte do sapoti que podemos aproveitar: sua casca é utilizada como uma infusão leve que atua como diurético e ajuda a tratar a febre. O sapoti é rico em antioxidantes que garantem uma ação anti-inflamatória ajudando no tratamento de gastrites, além de serem antiparasitários e antibacterianos.

Como fazer?

Para baixar a febre: Faça o chá das cascas frescas do sapoti com 150 ml de água e após alcançar a fervura deixe abafado por 5 minutos. Tome-o frio apenas 2 vezes ao dia.

Diurético: Para que atue como diurético, você precisará adicionar 1 colher de chá das sementes do sapoti em pó a meio litro de água fervente. Deixe esfriar e consuma no decorrer do dia.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.