Publicado por Redação

A tussilagem, de nome científico Tussilago farfara, é uma planta perene pertencente à família Asteraceae, sendo também conhecida como costa branca, língua de vaca, tussilago, unha de cavalo e unha de asno. Trata-se de uma planta nativa na Europa, mas que também cresce e se desenvolve bem em terras argilosas em todo o mundo.

A tussilagem não cresce muito e produz flores amarelas que florescem durante a primavera. Nos tempos antigos, a planta era especialmente utilizada para tratar a tosse.

Características da tussilagem

A tussilagem é uma planta encontrada especialmente em toda a Europa, oeste da Ásia e norte da África, podendo se tornar invasiva. Trata-se de uma planta de pequeno porte e perene que habita os campos unidos, folhas que se parecem a uma pata de asno e flores amarelas que aparecem antes das folhas.

Esta planta cresce apenas em terra argilosa e, desta maneira, a sua presença é um indicador da qualidade do terreno. Antigamente, a tussilagem era bastante indicada para tratar tosse, no entanto, atualmente, vários países têm controlado o seu uso devido à presença de alcaloides de pirrolizidina, que foram relacionados ao câncer de fígado.

Os principais componentes desta planta incluem os taninos, alcaloides pirrolizidina, mucilagem, inulina, zinco, flavonoides e tussilagina.

Propriedades e benefícios

As propriedades medicinais da tussilagem incluem a sua ação adstringente, antisséptico suave, antitussígeno, calmante, demulcente, broncodilatadora, depurativo do fígado, descongestionante, anticatarral, estimulante, emoliente, espasmolítico, expectorante, mucilaginosa, relaxante, sedativa, tônico, tônico hepático e hipertensora.

Devido às suas propriedades expectorantes e anti-inflamatórias, a tussilagem é considerada um ótimo remédio natural para combater a bronquite, catarro, laringe, catarro na garganta, asma bronquial e pleurite, sendo também eficiente no início de uma tuberculose pulmonar.

Imagem de abelha em flor de tussilagem

Foto: Depositphotos

As folhas frescas lavadas e esmagadas da planta, quando aplicados sobre o peito em forma de cataplasma, auxiliam no tratamento de graves doenças do pulmão, erisipela e contusões que produzem edemas de cores azul e vermelha, além de bursite; compressas embebidas em uma forte infusão feito com a planta são utilizadas para tratar úlcera escrofulosa. Além disso, a partir das folhas de tussilagem, pode-se fabricar um xarope recomendado para todo tipo de doença pulmonar e catarro bronquial.

Devido às suas inúmeras propriedades, a tussilagem é indicada para tratar casos de asma, bronquite, catarro gástrico e intestinal, catarro na garganta, eczema, enfisema, estomatite, faringite, garganta dolorida, laringite, pele irritada e inflamada, pressão baixa, queimadura na pele, sarna, tosse, úlcera crônica, irritação da membrana mucosa bronquial e gástrica e outras condições de saúde.

Como utilizar a tussilagem?

Existem várias maneiras de aproveitar as propriedades medicinais desta planta. Confira a seguir:

Xarope

Adicione 450 ml de mel em 600 ml de uma infusão com as folhas da planta, deixe ferver e abaixe o fogo durante o período de 5 a 10 minutos, até formar um xarope. Tome uma colher de chá do xarope para tratar tosses secas e asma.

Compressa

Triture as folhas da planta no liquidificador, coloque em uma gaze e utilize como uma compressa em feridas com má cicatrização e arranhões.

Decocção

Ferva 15g das flores secas da planta em 600 ml de água durante o período de 15 minutos. Tome uma xícara, três vezes ao dia, para tratar asma, bronquite e tosses persistentes.

Contraindicações e cuidados

A tussilagem não deve ser utilizada durante a gravidez e na amamentação. Lembre-se que todo tratamento, inclusive natural, apenas deve ser iniciado sob orientação médica.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.