Publicado por Redação

Umbaúba, de nome científico Cecropia hololeuca, é a denominação dada a várias espécies de árvores, principalmente do gênero Cecropia. Pertencente ao estrato das plantas pioneiras da Mata Atlântica, a umbaúba também é chamada de “árvore da preguiça” e pode ser encontrada em praticamente todo o Brasil, com preferência para os solos semi-ácidos e bem drenados, em regiões de matas ciliares e orlas de matas, mas também aparece em pastagens, beiras de estrada e pomares.

Trata-se de uma árvore que alcança até 10 metros de altura, com tronco reto, pouco esgalhado e oco, que lembra um pouco o mamoeiro; folhas longipecioladas, duras e ásperas; e os seus frutos são atrativos a várias espécies de aves e, por isso, se dispersam rapidamente. As partes utilizadas da planta são as suas raízes e folhas e, devido às suas propriedades medicinais, a umbaúba é utilizada para tratar certas condições de saúde. Confira a seguir:

Uso medicinal da umbaúba

As propriedades do chá de umbaúba incluem a sua ação diurética, hipotensora, expectorante, descongestionante, cicatrizante, anti-diabetica, antiespasmódica e vermífuga. Os benefícios proporcionados pela planta incluem o tratamento das afecções das vias respiratórias, bronquite, tosse e coqueluche, além de atuar no fortalecimento da musculatura cardíaca. Os princípios ativos da umbaúba incluem açúcares, taninos, resinas, pigmentos flavonoides, cumarinas, alcaloides e glicosídeos ambaina.

Umbaúba

Foto: Reprodução

Como utilizar a umbaúba?

A umbaúba costuma ser utilizada em forma de chá e a receita varia de acordo com a condição de saúde a ser tratada. Veja a seguir:

– Como diurético, ativador das funções cardíacas e circulatórias e para diabetes:

Coloque uma colher (chá) de folhas picadas em uma xícara de chá e adicione água fervente. Tampe e deixe repousando por cerca de 5 minutos. Após isto, coe e tome 1 xícara de chá, de 1 a 3 vezes ao dia.

– Para corrimento vaginal, afecções cutâneas e feridas:

Adicione 3 colheres (sopa) de folhas picadas a meio litro de água fervente. Deixe ferver por aproximadamente 10 minutos, depois coe e deixe amornar.

No caso de corrimento vaginal, faça um banho de assento para higiene íntima; para tratar afecções cutâneas e feridas, lave as partes afetadas com este líquido, várias vezes ao dia.

– Para afecções das vias respiratórias, asma, bronquite e tosse:

Coloque 3 colheres (sopa) de folhas e brotos picados da planta em 1 xícara de chá de álcool de cereais a 70%. Deixe em maceração por uma semana e coe.

A indicação é tomar 1 colher (café) diluído em um pouco de água, três vezes ao dia.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.