Publicado por Redação

A espécie de planta com flor virgaurea, também conhecida por vara, solidago virgaurea, vara-de-ouro e verga-de-outro, é extremamente popular entre os produtos da medicina alternativa. Ela vem sendo usada já há vários anos para tratar ferimentos na pele. Existem vários tipos da planta, todas com as mesmas propriedades medicinais.

A virgaurea é considerada um excelente anti-inflamatório, antioxidante, anti-séptico, adstringente, anticatarral, combate gases e flatulências, hipotenso, tônico estimulante, destrói o muco, sudorífero, hepático é é um excelente diurético natural.

Virgaurea

Foto: reprodução/wikimedia

Ótimo para tratar quem sofre de problemas como resfriados, gripe e infecções. O chá da planta também é ideal para quem sofre de doenças nos rins, servindo também para promover a urinação.

Fazer compressa quentes com as folhas da planta é uma ótima maneira de aliviar feridas, dores de cabeça e dores provocadas pelo reumatismo.

A planta também pode ser utilizada para a produção de uma pasta. Esse cataplasma pode servir, por exemplo, para tratar coceiras, vermelhidões, inchaços e alergias provocados pela picada de insetos.

Ela ainda é usada em vapores faciais como erva de banho, ideal para quem precisa de um banho relaxante.

A folhas da planta também podem ser usadas na culinária e consumidas nas saladas. A planta é composta por taninos, saponinas, glicosídeos, diterpenos, fenólicos (ótimos para combater o envelhecimento celular), rutina, quercetina, inulina, óleos essenciais e flavonóides.

O consumo em excesso da virgaurea é contra-indicado em caso de pessoas que sofrem de com a baixa frequência cardíaca.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.