Publicado por Redação

Você sabia que existe uma planta chamada Amapá? Pois é, e ela é bastante usada na cura de várias doenças. Nesse post você vai descobrir como usar, se engorda e onde encontrar esta planta.

O Amapá, é uma árvore, que faz parte da família apocynaceae. Também chamada de Parahancornia amapa, ela pode atingir até 35 metros de altura e cerca de 90 centímetros de largura no tronco.

Por ser uma planta nativa da floresta Amazônica, ela se adapta melhor a climas úmidos e cresce geralmente próximo a rios e lagos. A árvore é usada frequentemente por pessoas da região onde cresce para tratar diversos problemas de saúde, como a gastrite, por exemplo.

A parte da planta geralmente usada é a seiva, também chamada de leite. Ela pode ser consumida pura ou diluída em outros ingredientes, tudo vai depender da variedade encontrada.

Para que serve a planta Amapá?

Existem duas árvores que são chamadas popularmente de amapazeiro. Elas são conhecidas como amapá doce e amargo e ambas são usadas pelas suas propriedades medicinais.

Elas são comuns em regiões de clima tropical úmido e é a planta que deu nome e aparece no brasão do estado do Amapá.

O nome científico da árvore amapa é parahancornia amapa

A árvore amapa pode alcançar mais de 35 metros de altura (Foto: Reprodução | Divulgação/IEF Amapá)

As partes da árvore amapá são usadas há séculos pela população para o tratamento de diversas doenças. A principal dela é a gastrite, já que a seiva, ou o leite retirado do tronco é capaz de aliviar os incômodos causados pelo problema.

Outro benefício encontrado na planta é a capacidade de estimular a cicatrização de feridas abertas. Além disso, ela é muito usada no tratamento de doenças infecciosas, como as respiratórias, como bronquite e pneumonia e problemas no útero.

Ainda há relatos de uso da seiva da erva para combater doenças do sistema gastro-intestinal e para estimular o sistema nervoso.

A árvore é bastante rica em proteína e carboidratos. Por este motivo é utilizada como um tônico fortificante, principalmente para mulheres no pós-parto, e como auxílio para combater a desnutrição. Já que é rica nutricionalmente e serve para estimular o apetite.

A erva possui ainda propriedades anti-inflamatórias e é usada frequentemente no tratamento contra a malária e contra vermes.

Por último, segundo uma pesquisa de alunos da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, a seiva retirada do amapá, também pode ser usada como um pesticida natural. Ajudando a acabar com a proliferação de insetos que podem ser prejudiciais a saúde.

O amapazeiro dá frutos que, quando maduros, têm uma coloração de um roxo vibrante. Eles são doces e podem ser consumidos livremente.

Veja também: Cravinho

Propriedades nutricionais da planta

Algumas pesquisas recentes confirmam os benefícios do consumo do leite do amapazeiro no tratamento da anemia e da desnutrição.

Isso acontece porque a seiva, que é retirada da árvore, é bastante rica em vitaminas, minerais, carboidrato e proteínas. Tão rica nutricionalmente quando o leite de vaca.

Outras propriedades nutricionais da erva incluem cálcio, ferro e magnésio. Nutrientes essenciais para crianças em fase de crescimento e mulheres durante o pós-parto.

Graças a esses nutrientes que estão presentes no leite do amapá, que ele é usado como um fortificante e estimulante muscular, ajudando na queima de gordura e aumento dos músculos.  

Como consumir o amapá?

A forma mais comum é retirar a seiva da planta. Esse leite tem um sabor amargo e viscoso. Ele pode ser consumido tanto em sua forma pura, quanto misturado com água, mingau e até mesmo mel.

O modo de consumo do leite varia de acordo com a variedade da erva. No caso do amapazeiro doce, ele é bebido puro, por ter um gosto suave. O amargo é consumido com a adição de mel.

O recomendado para consumo diário é 1  colher (de sopa) diária de amapá-doce, em jejum, para o tratamento de doenças infecciosas e gastrite. Caso encontre a variedade amarga, o leite deve ser misturado com mingau ou mel.

Para crianças, o recomendado é usar a variedade doce. 2 colheres (de sopa) por dia é a dose indicada em casos de fraqueza muscular, desnutrição e falta de apetite.

Como o leite é retirado?

A extração do leite do amapazeiro é feita de modo semelhante aos das árvores seringueiras, de onde é extraída a borracha. O ideal é que seja feita por uma pessoa cuidadosa, para evitar causar danos que possam comprometer a saúde da árvore.

Os cortes são feitos em diagonal, com o auxílio de um machado. Fazendo com que a seiva caia em um recipiente.

Outra preocupação dos consumidores é evitar retirar o leite na estação seca. Isso porque, ele estaria mais concentrado e possivelmente tóxico, caso bebido em excesso. No verão, a extração também é evitada, pois é dito que há menos leite para ser retirado das árvores.

Veja também: Digital

Beber o leite da planta engorda?

O leite do amapazeiro é bastante rico em nutrientes, principalmente proteínas e carboidratos. Por este motivo é muito usado no tratamento de anemia e desnutrição em crianças.

Por esse motivo, o consumo em excesso pode gerar um ganho de peso. Mas, seguindo a recomendação de uma colher (de sopa) por dia, não há com o quê se preocupar.

Contudo, o leite extraído é um ótimo estimulante muscular e pode ser de grande ajuda para quem pratica exercícios. Dessa maneira, aumenta a queima de gordura e ajuda na manutenção dos músculos.

Existe contraindicações para o consumo?

Não existem contraindicações para o consumo do leite de amapá. Contudo, a ingestão deve ser feita com cuidado e sem excessos.

Não existem casos graves, mas pessoas com a imunidade baixa podem apresentar náuseas após o consumo. Caso haja o consumo excessivo também pode ocorrer náuseas e vômito.

Grávidas devem evitar o consumo constante e procurar orientação médica. Da mesma forma, ocorre com mulheres que estejam amamentando. Pois, mesmo que não haja contraindicações, apenas um médico poderá informar o que é mais indicado para cada caso.

Onde encontrar?

A árvore do amapazeiro é nativa da região da floresta amazônica, principalmente da área brasileira.

Ela pode ser encontrada pelos estados do Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e no estado do Amapá. Que carrega o nome e a árvore no seu brasão de armas. Ela cresce geralmente próxima a rios, ou outras fontes de água e está cada vez mais rara.

O leite é encontrado para vender em mercados públicos e feiras desses estados. Contudo, é importante ficar atento para comprar a seiva da árvore certa, para evitar complicações.

É possível também comprar a bebida pura, ou misturada com mel em lojas virtuais de produtos naturais. O preço sai em média por R$70 o litro.

Também é possível comprar o xarope. Onde a seiva da planta é misturada com mel e outras ervas, sendo muito usado no tratamento de infecções respiratórias.

Caso more em sítio ou outro local com muito espaço, é possível encontrar mudas e sementes da árvore, em diversas lojas online especializadas em plantas. Mas, ela cresce melhor em regiões úmidas e perto de rios.

Veja também: Cravo de defunto

Cuidados que se deve ter com o consumo

Como toda planta medicinal, é importante ter alguns cuidados ao se consumir o amapá. Principalmente, para evitar comprar e consumir a seiva da planta errada.

Isso acontece porque algumas pessoas misturam ou acham outra variedade de amapazeiro, que não serve para consumo. Para evitar problemas relacionados a isso, o ideal é sempre comprar de pessoas certificadas e de confiança.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.