Publicado por Redação

O hibisco é uma planta medicinal muito conhecida e utilizada em nosso país, seu principal uso é no tratamento da depressão e também na redução das taxas de colesterol. Alguns tipos de hibiscos podem ainda ser utilizados na área de cosmética para os cabelos. Veja agora mais benefícios e usos que está planta pode nos trazer.

Hibisco

Foto: Reprodução

Origem

O hibisco é uma planta originária da China, sudeste da Ásia e Ilhas Polinésias. Da família Malvaceae, de clima tropical, ela floresce o ano inteiro em regiões quentes. É conhecida popularmente como cardado, ibisco, vinagreira, caruaru-azedo e outros nomes. Essa flor é o símbolo do Havaí e é uma planta muito cultivada no Brasil. Possui vários usos, tanto medicinais quanto na área de cosméticos. Na África do Norte é usado como refrescante natural para o corpo.

Características

O hibisco é uma planta em forma de arbusto que pode chegar a atingir 2 metros de altura, suas flores podem ser pequenas com pétalas crespas, ou grandes, simples ou dobradas com pétalas inteiras. A cor das flores também varia bastante e sua floração dura o ano inteiro.

Suas principais características são a abundância de flores, que se renovam em um ciclo muito curto e a grande variedade de formas e cores que podem apresentar.

Propriedades e uso

O hibisco é uma planta medicinal que pode ser usada no tratamento de várias enfermidades. Esta planta é rica em antocianinas (delfina, hibiscina e cianidina), além de conter pigmentos flavônicos, ácido tartárico, málico cítrico e hibístico, fitosteróis (sitosterol, campestrol, ergosterol, estigmasterol).

É usada como antidepressivo, reduz o colesterol, evita o acúmulo de gordura, controla a pressão arterial, é boa para o cérebro, possui ação diurética, atua em doenças de fígado, ajuda a impedir a oxidação de lipoproteínas de baixa densidade. Alguns tipos de hibisco também podem ser utilizados como cosmético para os cabelos, atuando na prevenção de queda de cabelos, contra as caspas e ainda atrasando o crescimento dos cabelos brancos.

O chá de hibisco é preparado com o cálice do botão seco do Hibiscus sabdariffa, que não é o hibisco que podemos encontrar nos jardins. Para fazer o chá você deve colocar 200ml de água para ferver junto a uma colher de chá da flor seca do hibisco, após levantar fervura, abafe por 5 minutos e em seguida beba. É recomendado que se consuma um copo de 200ml de chá de hibisco. Diferente de outros chás, que são amargos, o chá de hibisco é bem saboroso e lembra o gosto de framboesa. O extrato da flor de hibisco pode ser encontrado em lojas de produtos naturais.

Contraindicações e efeitos colaterais

O consumo do hibisco deve ser evitado por gestantes e lactantes, pois há estudos que indicam que essa planta possui substâncias que podem interferir na estrutura dos genes do bebê. Pessoas que são portadoras de doenças cardíacas graves também devem evitar o uso.

O consumo em excesso pode causar alguns efeitos colaterais, pois por ter ação diurética, se o chá for muito consumido a pessoa pode eliminar muitos nutrientes que são essenciais para o funcionamento do organismo.

ATENÇÃO: Nosso conteúdo é apenas de caráter informativo. Todo procedimento deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional.